Igrejas em Volta Redonda na luta do combate a dengue

Igrejas em Volta Redonda na luta do combate a dengue

Atualizado: Quinta-feira, 27 Janeiro de 2011 as 10:55

A reunião realizada  como parte do plano de contingência de prevenção de focos do mosquito Aedes aegypti, serviu para discutir propostas de conscientização da população que serão acertadas em um novo encontro, previsto para acontecer em 9 de fevereiro. O plano envolveu a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) e o Comitê de Mobilização Social, que integra diversos órgãos municipais da sociedade civil organizada, entidades religiosas e representações comerciais.

De acordo com o coordenador do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), veterinário Rogério José da Silva, a intenção do primeiro encontro foi para que o grupo levantasse sugestões de formas alternativas de combate aos focos da dengue dentro do ambiente domiciliar.

- Cada entidade se propôs a contribuir de alguma forma para que o trabalho de conscientização do combate ao mosquito seja intensificado. Uma dessas propostas, por exemplo, foi a de publicar nos encartes de supermercado as formas de combate aos focos do mosquito. Igrejas se propuseram a falar mais em seus encontros dos cuidados que devem ser tomados. Mas muitas das propostas precisam passar por uma aprovação de um superior - falou o coordenador do CCZ.

A secretária municipal de Saúde, Suely Pinto, disse que um calendário de atividades será fechado junto às comunidades e instituições com a finalidade de reforçar a necessidade do envolvimento de todos no combate ao mosquito da dengue, na realização de medidas simples e diárias para a eliminação dos focos do Aedes aegypti:

- O nosso objetivo é atuar como sensibilizadores dos diferentes segmentos da sociedade, frente ao risco de epidemia da dengue, já que os criadouros predominantes do mosquito transmissor da dengue ainda estão localizados dentro das residências.

Três linhas básicas de ação O Plano de Contingência tem três linhas básicas de ação: assistência, controle do vetor e mobilização social. Foi criado também o Comitê Técnico da Dengue, que é formado por representantes de setores estratégicos da SMS (Secretaria Municipal de Saúde), que realizam reuniões semanais. Esse Comitê tem a função de definir e monitorar as ações que integram o Plano de Contingência.

- A estratégia definida pelo Comitê Técnico para este ano foi mudar a linha de informação, tirando o foco do mosquito e centralizando no ser humano, uma vez que está clara a necessidade da mudança de hábitos da população para que possamos controlar os criadouros do mosquito - disse a secretária municipal de Saúde, Suely Pinto.

Uma das medidas adotadas pelo município no controle do Aedes aegypti é a visita domiciliar periódica realizada em conjunto pelos agentes de combate à dengue do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), agentes comunitários de saúde e Corpo de Bombeiros, por meio da Secretaria Estadual de Saúde e da Defesa Civil. O "Mutirão de Limpeza", que roda os bairros recolhendo entulhos, também faz parte do plano de prevenção.

Algumas medidas simples podem ser tomadas nessa prevenção: não deixar água acumulada sobre lajes, manter o lixo bem fechado, manter a caixa d'água inteiramente fechada, encher de areia as bordas dos pratinhos dos vasos de plantas, não jogar lixo em terreno baldio, e outras ações que não permitam que a água, das chuvas ou não, sejam acumuladas.

veja também