Igrejas são parte indispensável no combate à pobreza no país

Igrejas são parte indispensável no combate à pobreza no país

Atualizado: Terça-feira, 29 Março de 2011 as 11:51

O bispo da Igreja Metodista Unida, Gaspar Domingos, considerou hoje, em Luanda, que no combate à pobreza no país é indispensável que se colabore com as igrejas a fim de se alcançar os resultados almejados.

Em declarações à Angop, à margem do 1º Encontro da Sociedade Civil e Igrejas sobre o Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, Gaspar Domingos frisou que a igreja tem pregado valores que asseguram o bem-estar da população.

De acordo com o religioso, a igreja em Angola lidera povos que por sua vez também são dirigidos pelo Governo, o que contribui para encontrar uma melhor condição de vida.

Referindo-se particularmente ao trabalho da Igreja Metodista relativo ao combate à pobreza no país, frisou que a mesma tem auscultado algumas comunidades a fim de que sejam elas mesmo a falarem sobre os seus problemas e a identificar as áreas prioritárias para possível atuação.

Nesta ordem, frisou que, através de uma equipa técnica de estudos e projectos da sua congregação, as populações vão a busca do que carecem, levam até às suas áreas e comercializam de forma a garantir o seu sustento.

Segundo disse, em algumas comunidades de províncias como Benguela, Huíla e Namibe, a Igreja Metodista forneceu pequenas embarcações para que fruto do seu trabalho ou rentabilidade estes munícipes sejam beneficiados.

O encontro discutiu três painéis, nomeadamente “Os programas municipais integrados e o desenvolvimento comunitário”, “Mecanismos de planificação e financiamento dos programas municipais de desenvolvimento rural" e "Combate à pobreza e reestruturação das parcerias”.

Notícias Cristãs com informações da Angop

veja também