Igrejas se unem para oferecer tratamento de saúde

Igrejas se unem para oferecer tratamento de saúde

Atualizado: Terça-feira, 21 Setembro de 2010 as 5:54

Uma união de líderes tornou possível uma parceria destinada a melhorar a saúde das mulheres e crianças nos países em desenvolvimento.

O lançamento coincide com uma importante Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York que vai analisar os progressos no Desenvolvimento do Milênio, para reduzir pela metade a pobreza mundial até 2015.

A delegação estará presente na Conferência e no evento paralelo para explorar a ligação da fé e dos programas de desenvolvimento.

Os líderes, que têm experiência religiosa e em saúde pública, transmitirão a sua preocupação coletiva para o bem-estar da sociedade e seu apoio à Estratégia Global patrocinada pela ONU para saúde da Mulher e Saúde da Criança.

O lançamento da parceria marca o início de um esforço de cinco anos pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI) para promover a saúde.

Durante a reunião do CMI, o Dr. Manoj Kurian leu uma declaração afirmando que não se pode separar o ser humano da religião. “As organizações cristãs devem garantir que as pessoas tenham o direito de ser protegido e alimentado, independente de sexo ou idade”.

O CMI vai colaborar com as organizações, All Africa, Conferência das Igrejas e o Conselho Africano de Líderes Religiosos e em outros 11 países, incluindo Índia, África do Sul, Afeganistão e Indonésia.

Eles irão trabalhar em conjunto para aumentar a consciência sobre a questão da saúde das mulheres e crianças, e coordenar a realizar consultas.

veja também