IURD ajuda a restaurar casamentos no Japão

IURD ajuda a restaurar casamentos no Japão

Atualizado: Quinta-feira, 30 Dezembro de 2010 as 10:35

Muitos casais que moram no Japão e estavam com o casamento por um fio encontraram na Igreja Universal do Reino de Deus a oportunidade de reconstruir a relação, tendo como base a Palavra de Deus.

Vanusa e Ricardo Shimada brigavam constantemente e já não tinham mais diálogo por causa da falta de tempo. “Trabalhávamos muito e a cada dia a distância entre nós aumentava. Havia muitos problemas de saúde, meu marido tinha gastrite, eu sofria com um problema no intestino e problemas espirituais. Além disso, meu filho estava com leucemia”, conta Vanusa.

Chegando à Igreja, o casal aprendeu a usar a fé e Vanusa explica que a mudança aconteceu tanto no relacionamento dos dois como na vida do filho. “Participando das reuniões aprendemos a agir a nossa fé e as mudanças começaram a acontecer. Novos exames foram feitos e os médicos constataram a cura do nosso filho. Hoje, a nossa vida mudou completamente, nosso casamento foi restaurado e as doenças fazem parte do passado”, relata.

Para Mieko Miyara (foto ao lado) o sonho de ter um casamento feliz e uma vida realizada parecia cada vez mais distante. Ela conta que vivia conflitos intensos dentro de casa com o marido, chegando ao ponto até de tentar matá-lo. “Eu me casei muito jovem, no começo era tudo perfeito, mas não demorou muito para os problemas começarem. Eu era muito nervosa, meu marido bebia muito e gastava todo salário em jogos. Havia brigas e agressões físicas, em uma dessas brigas eu tentei matá-lo”, lembra.

Mas, a felicidade estava ao alcance dela, bastava somente buscá-la no lugar certo, e foi o que ela fez. “Depois de alguns meses aqui no Japão, recebemos um convite para participar das reuniões na Igreja Universal. Cheguei meio receosa, pois acreditava que Deus era uma filosofia. Após participar das reuniões, ouvindo as mensagens de fé e recebendo orientações, me entreguei a Deus. Hoje, minha vida está completamente diferente. Eu me libertei do nervosismo, das mágoas e da raiva que sentia. Meu casamento foi restaurado, sou uma pessoa equilibrada, meu marido foi liberto dos vícios e hoje temos um casamento realmente feliz”, testemunha.

Já para Tânia Yoshiduka o sofrimento começou cedo e parecia que não iria mais ter fim. “Aos 14 anos, comecei a namorar um rapaz e meus pais eram contra o namoro. Por isso eu fugi de casa e fui morar com ele. Aos 16 anos tive meu filho, brigávamos diariamente, até que nos separamos. Voltei a morar com meus pais, mas eu era muito irresponsável. Vim para o Japão e deixei meu filho no Brasil com minha mãe, gastava tudo que ganhava e não ajudava minha família. Pouco tempo depois, conheci meu marido, porém nosso relacionamento era marcado por brigas, era uma pessoa muito nervosa, tinha vícios, além disso, gastávamos todo salário em jogos”, explica Tânia.

Porém, a vida de transtornos teve um fim. A partir do momento que ela tomou uma atitude de fé, tudo foi transformado. “Procurei ajuda na Igreja Universal e lá encontrei em Deus a solução para aqueles problemas. Nas reuniões, aprendi a usar a minha fé e houve uma mudança na minha vida em todos os sentidos. Hoje, estou liberta dos vícios e do nervosismo, meu marido também se libertou, meu filho está comigo e vivemos em paz. Através da fé adquiri forças para lutar e vencer”, finaliza.

veja também