IURD em Minas Gerais em prol da vida amorosa

IURD em Minas Gerais em prol da vida amorosa

Atualizado: Segunda-feira, 31 Janeiro de 2011 as 9:05

Em Belo Horizonte (MG), o pastor Luciano Alves ministrou a Reunião da Terapia do Amor, no último sábado (22), às 19 horas no Templo Maior, localizado na Av. Olegário Maciel, 1.329, bairro Lourdes. Durante o encontro, casados, namorados, noivos, solteiros, separados e viúvos receberam ensinamentos específicos para encontrar a felicidade sentimental.

Uma das orientações do pastor foi em relação às pessoas que tiveram decepções no passado e ainda não conseguiram se libertar dos traumas. “O mal trouxe problemas e sofrimentos que marcaram a vida de muitos, por causa do distanciamento que tinham de Deus. A pessoa que não tem coragem de  enfrentar novos desafios jamais alcançará o seu alvo se não conseguir esquecer o passado”, alertou.

Citando os versículos 13 e 14 de Filipenses, capítulo 3, que diz: “Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”, o pastor incentivou os presentes a lutarem pelo objetivo, sem desanimar. “Viva a sua fé, crendo que Deus vai te honrar. Viva o presente pensando no futuro porque o que você plantar hoje, com certeza colherá amanhã”, aconselhou.

Conselho que a membro, Patrícia Vieira de Souza , de 31 anos, recebeu e colocou em prática. Ela conta que quando chegou à IURD, estava infeliz na vida sentimental e também sofria por causa do vício de um familiar. “Inicialmente, priorizei a cura do meu ente querido e confesso que depois cheguei à Terapia do Amor apenas para passear. Acreditava que os resultados somente aconteciam na vida dos outros”, recorda.

Nesse meio tempo, Patrícia já estava servindo a Deus, mas sem possuir a direção dEle para a vida sentimental. “Compareci à reunião não para conquistar um namorado, mas para curar o meu coração. Pratiquei os ensinamentos, agi a fé e a situação se transformou”, disse.

Hoje, Patrícia está casada com José Eustáquio de Souza, que também enfrentava problemas sentimentais, antes de participar da reunião. “Cheguei deprimido à Igreja. Foram quatro anos de perseverança até encontrar a Patrícia. Somos casados há 5 anos e fomos abençoados também em outras áreas de nossas vidas”, concluiu.  

veja também