IURD perde ação contra Folha de S. Paulo

IURD perde ação contra Folha de S. Paulo

Atualizado: Terça-feira, 23 Fevereiro de 2010 as 12

A Justiça de Avaré, no interior de São Paulo (SP), julgou improcedente a ação de indenização movida pela Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) contra a Folha de S.Paulo e a jornalista Elvira Lobato. Na ação, a igreja alegou ter sido prejudicada por matéria veiculada em 2007 e pedia ressarcimento por danos morais no valor de R$ 100 mil.

Segundo a Iurd, a reportagem ''Universal chega aos 30 anos com império empresarial'' - que consagrou Elvira Lobato com o Prêmio Esso de Jornalismo de 2008 - seria baseada em informações equivocadas. A Universal argumenta que foi tratada como um grupo de empresas alavancadas com dinheiro dos fiéis, o que teria elevado o bispo Edir Macedo à categoria de bilionário.

No entendimento do juiz Alexandre Muñoz, da comarca de Avaré, interior do estado, a reportagem de Elvira se baseou em documentos apresentados à Justiça. ''Resta patente, portanto, que a veracidade das informações está clara e demonstrada nos autos'', disse, defendendo o direito de o jornal publicar as informações. ''Óbvio que seus seguidores (da Iurd) e também outras tantas pessoas que não são suas seguidoras têm direito a esta informação''.

Muñoz ainda entendeu que a Iurd não conseguiu provar ter sido prejudicada com a publicação da reportagem, julgando improcedente o pedido de indenização. Segundo ele, ''a autora (Universal) não perdeu seguidores nem deixou de conquistar outros''.

''Daí a conclusão de que a igreja não perdeu nada com a publicação da matéria jornalística objeto da controvérsia dos autos, dando a entender que o intuito é tentar evitar dissabores pela divulgação de fatos, inclusive retratados por outros veículos de comunicação, mais ainda assim verídicos'', escreveu o juiz na sentença.

A advogada da Igreja Universal, Adriana Guimarães Guerra, disse que não foi informada judicialmente sobre a decisão, mas irá recorrer no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

veja também