Já pensou em orar para que os preços da Cesta Básica abaixem?

Já pensou em orar para que os preços da Cesta Básica abaixem?

Atualizado: Terça-feira, 19 Julho de 2011 as 2:46

De acordo com os resultados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica do Dieese – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, divulgados na terça-feira, 12/7, em junho, “somente cinco das 17 capitais pesquisadas apresentaram queda no valor do conjunto de gêneros alimentícios essenciais, número igual ao apurado em maio. As quedas ocorreram em Goiânia (-3,23%), Aracaju (-1,84%), Vitória (-1,71%), Rio de Janeiro (-1,19%) e Brasília (-1,14%). Dentre as 12 cidades onde os preços subiram, os destaques foram Florianópolis (4,44%), Fortaleza (3,64%) e João Pessoa (3,02%). A capital paulista registrou o maior custo para a aquisição dos itens básicos, somando R$ 273,48. Em Porto Alegre, o preço da cesta correspondeu a R$ 272,24 e, em Florianópolis, ficou em R$ 266,44. As cidades mais baratas foram Aracaju (R$ 183,24), Salvador (R$ 204,69) e João Pessoa (R$ 206,22)”.

Os números acima referem-se apenas a alimentos de primeira necessidade, mas, tanto na análise do contexto da vida de uma família brasileira comum, quanto na oração e ação cidadã em seu favor, também deve-se levar em consideração, como diz o Dieese, “o preceito constitucional que estabelece que o salário mínimo deve suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência”.

veja também