Jerusalém investe em turismo para alcançar meta de 10 milhões de visitantes por ano

Jerusalém investe em turismo para alcançar meta de 10 milhões de visitantes por ano

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 12:17

Em uma estratégia do prefeito da cidade de Jerusalém para universalizar a cidade e fomentar sua unidade sob a bandeira israelense, o governo promete investir no turismo religioso e cultural e relançá-lo ao mundo, com a meta de receber 10 milhões de visitantes por ano. No ano passado, a cidade recebeu 3,4 milhões, porém, o número é considerado insuficiente pela importância histórica e religiosa que a cidade possui.

"A visão de futuro que temos para Jerusalém está em seu passado e na estratégia de abrir a cidade ao mundo", explicou à Agência Efe. A cidade, na qual vivem cerca de 800 mil pessoas, é objetivo de desejo para, em média, 3,5 bilhões de pessoas em todo mundo, mas que ainda não visitaram o local, segundo o prefeito.

"O desafio que tenho como prefeito é transformar Jerusalém em uma cidade mais atrativa e 10 milhões de turistas criarão imensas oportunidades", declarou. Ele não cogita a partilha de Jerusalém entre israelenses e palestinos porque, segundo ele, a cidade "nunca foi capital de nenhum povo, só do judeu".

"É preciso agir para que as pessoas cheguem e aproveitem a cidade. Que percebam que esta é uma cidade aberta, onde há liberdade de crença e acesso aos locais santos, liberdade que não houve durante 2000 anos até a sua reunificação (na Guerra dos Seis Dias de 1967)", finalizou Barkat.

Conferência Assim se manifestaram também os 25 participantes da 27ª edição da Conferência Internacional de Prefeitos em Jerusalém, um evento que neste ano conta com a participação dos governantes de Melbourne, Bratislava, Budapeste, Atenas, Nairóbi, Harare, Dar es Salaam, entre outros.

Da América Latina participaram os prefeitos de San Salvador e Trujillo (Peru), que coincidem na contribuição deste tipo de encontro para "trocar experiências com outros colegas do mundo" sobre temas de interesse comum para "os que estão perto do povo".

Neste ano, o enfoque da conferência será o uso de tecnologias para a educação, segurança cidadã e integração de emigrantes, assuntos que, segundo Barkat, "são a preocupação de qualquer prefeito". "Na prática, todos nós temos os mesmo desafios, que são como melhorar a qualidade de vida de nossas povoações", afirmou na cerimônia inaugural na Prefeitura de Jerusalém.  

veja também