Jesus: mais que um nome, uma pessoa

Jesus: mais que um nome, uma pessoa

Atualizado: Segunda-feira, 6 Dezembro de 2010 as 2:49

O Natal tem grande importância para a economia mundial. No Brasil, o comércio varejista aposta no melhor Natal de todos os tempos, segundo a Associação Brasileira das Empresas De Trabalho Temporário. A expectativa de forte consumo em 2010 prevê a contratação de 139 mil temporários para o fim do ano, 11% a mais que em 2009. O índice de efetivação previsto, segundo a associação, é de quase 40%.

Agora que nos aproximamos novamente do Natal, as pessoas, mesmo não se dando conta, “esbarram” numa pessoa chamada Jesus Cristo e as perguntas recorrentes voltam: “Por quê? Pra que Jesus?”

Jesus foi a mais influente personalidade de toda a história humana. Tanto para os que creem ou não, são inegáveis sua missão e seu legado para a humanidade. Incrível pensar que alguém nascido há mais de dois mil anos continue presente em diversas esferas de nossa sociedade e o impacto de seus ensinamentos ultrapasse os dois bilhões de cristãos, atingindo em alguma dimensão cada habitante do planeta.

Divinamente humano, mas extraordinariamente comum. É assim que o autor Max Lucado define Jesus Cristo em seu novo livro “Seu Nome é Jesus” (Editora Mundo Cristão), no qual apresenta a vida de Cristo desde o seu nascimento até a ressurreição, por meio de ilustrações belíssimas, com paisagens naturais e elementos da criação, impressas em papel de alta qualidade, com capa dura, em um box especial para presente. A vida de Jesus Cristo vai se descortinando em cada página, nas quais Lucado busca revelar ao leitor o lado espiritual e humano de Jesus.

Para o autor, Jesus não pode ser considerado simplesmente um bom mestre. “Suas declarações são demasiadamente ultrajantes para limitá-lo à companhia de Sócrates ou Aristóteles. Também não podemos categorizá-lo como mais um dos muitos profetas enviados para revelar verdades eternas. Suas próprias declarações eliminam essa possibilidade”, afirma Lucado. O período histórico no qual Jesus Cristo está inserido é a Idade Antiga (4.000 a.C. até 476 d.C.). A vida de Cristo é envolta em mistérios e imprecisões. Jesus não deixou documentos escritos do próprio punho. Sua passagem pelo planeta também deixou poucos vestígios arqueológicos e documentais.

Porém a História de Cristo é uma das mais conhecidas no mundo, principalmente no ocidente, onde a história se divide em A.C e D.C. Desde então, o Cristianismo cresceu assustadoramente e os primeiros cristãos marcaram a História do período final da Idade Antiga.

Nenhuma religião deixou tamanho legado para a humanidade. Jesus Cristo transcendeu a religião judaica e transformou o mundo para sempre e ainda hoje transforma a vida daqueles que o permitem.

Este livro nos convida a descobrir quem é Jesus. Ele era e é tangível, acessível e alcançável, completamente humano e completamente divino. Estas são algumas das afirmações que Lucado faz.

Sobre o autor: Max Lucado é o único autor cristão a figurar na lista dos mais vendidos simultaneamente nas categorias de ficção, não-ficção e infantil na revista Publishers Weekly. Seus livros já venderam 25 milhões de exemplares em todo o mundo. Max ministra na igreja de Cristo Oak Hills, em San Antonio (Texas, EUA), onde vive com sua esposa e três filhas.

veja também