Joel Engel destaca generosidade na Escola Profética: “O Evangelho é doar e não tirar”

Em sua 7ª edição, Escola Profética valorizou os princípios da paternidade e da família.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 19 Setembro de 2018 as 5:42

 

A 7ª edição da Escola Profética ultrapassou todas as expectativas. O encontro realizado anualmente em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, contou com quase 2 mil participantes de 22 estados brasileiros.

“Ultrapassamos em 80% o número de inscritos e ultrapassamos o número de pessoas que participaram sem inscrição prévia. Esta edição superou todas”, disse o pastor Joel Engel, fundador da Escola Profética, em entrevista ao Guiame.

Enquanto a edição anterior da Escola tinha o tema “Faça-me Teu Filho”, a atual edição foi norteada pela mensagem “Faça-me Teu Pai”. De acordo com Engel, a visão de seu ministério é converter o coração dos pais aos filhos e dos filhos aos pais.

“Quando o filho pródigo volta para casa, ele pede para que o pai seja seu patrão. O pai diz: ‘Não faça de mim seu patrão, faça de mim seu pai’. ‘Faça-me Teu Pai’ é um chamado de Deus dizendo que Ele quer ser o nosso pai”, esclarece o pastor.

“Você precisa conhecer o seu pai. O filho pródigo não conhecia o pai dele, assim como o filho que estava em casa também não conhecia. Quando o filho pródigo volta, conhece verdadeiramente seu pai e entende que ele era a melhor pessoa do mundo. Quando ele foi embora, certamente não pensava isso. Estamos resgatando a imagem do pai, porque o pai representa Deus”, acrescentou Engel.

Encontro sem placas

Marcado como um evento de alianças entre diferentes igrejas, a Escola Profética reuniu quase 200 denominações do Brasil. O pastor Joel Engel acredita que isso é possível pelo movimento do Espírito de Deus na nação.

“Eu quero apresentar o Espírito Santo ao Brasil. Há alguns anos a rejeição ao Espírito Santo e à unção era quase 100%. Hoje a aceitação da unção e do Espírito Santo no Brasil está quase 100%. As pessoas vêm porque o Espírito Santo é quem traz cada um dos participantes”, explica.

Outra característica que marca a Escola Profética é a generosidade. Muitas pessoas que não tinham condições financeiras de estar no evento foram presenteadas com hospedagem, passagem e alimentação.

“Quando eu entrei no Evangelho, eu era empresário. Ofertei minha empresa, minha casa, meus carros. Eu acho que quem encontra o tesouro do Evangelho, deve entregar tudo por aquilo. Os apóstolos entregaram suas casas e terras. Esse é o verdadeiro Evangelho, doar e não tirar. Um dia vou ver apóstolos e profetas que vão visitar as igrejas para levar uma oferta e levar a sua benção, e não cobrar ou estipular um valor, porque não há preço para a benção de Deus”, observa o pastor.

veja também