Jogador de futebol completou 30 anos no último domingo

30 momentos marcantes da carreira do evangélico Kaká

Atualizado: Quarta-feira, 25 Abril de 2012 as 2:32

O jogador evangélico Kaká completou no último domingo (22/04) 30 anos. Em comemoração a data o Globo Esporte selecionou 30 momentos marcantes de toda a sua vida do jogador que atualmente vive a realidade de altos e baixos no Real Madrid, a ausência na Seleção Brasileira desde a última Copa do Mundo e a felicidade com o crescimento dos filhos Luca e Isabella.

Confira alguns momentos da trajetória de Kaká:

1) Em junho de 2000, Kaká fratura a sexta vértebra em um escorrega. Quase teve a carreira comprometida, além de ficar dois meses com colar cervical. Na ocasião, o médico não deu a certeza de que poderia jogar futebol.


2) Kaká estreia entre os profissionais do São Paulo no dia 1º de fevereiro de 2001 ao substituir Harison, aos 14 minutos do segundo tempo. O Tricolor empatou com o Botafogo, no Morumbi, em jogo com apenas 2.020 pagantes, pelo Torneio Rio-São Paulo.


3) O primeiro ato de uma futura estrela vem pouco mais de um mês depois. Na decisão do Rio-São Paulo, no dia 7 de março, Kaká entra no segundo tempo e vira o jogo sobre o Botafogo com dois belos gols.


4) O dia 31 de janeiro de 2002 é o que marca a estreia pela Seleção Brasileira, na goleada por 6 a 0 sobre a Bolívia. Ele marcou pela primeira vez em Cuiabá, em sua segunda partida, contra a Islândia.


5) Em junho de 2002, Kaká conquista a Copa do Mundo com a Seleção Brasileira. Ele jogou apenas 18 minutos, na goleada do Brasil sobre a Costa Rica, por 5 a 2, ainda pela primeira fase. Depois, torceu do banco de reservas. E deu sorte.


6) Em novembro, após terminar a primeira fase do Campeonato Brasileiro em primeiro, o São Paulo é eliminado pelo Santos nas quartas de final após duas derrotas. Kaká é destaque no jogo de ida, na Vila Belmiro, com um golaço, o único do Tricolor.


7) Àquela altura, Kaká já era o responsável por tomar conta dos corações das jovens de todo o país. Com a ascensão do Santos, porém, ganhou um concorrente: Diego, hoje rival no Atlético de Madri.


8 ) O São Paulo dá adeus à Copa do Brasil de 2003 no dia 15 de maio. O Goiás foi o algoz, com empate por 1 a 1 com o Morumbi, pelas quartas de final. A torcida não alivia nem para Kaká, bastante cobrado por mais um resultado negativo.


9) Em agosto, Kaká é vendido ao Milan por US$ 8,5 milhões. O valor causa surpresa no Brasil, mas pesou a vontade do jogador, que também tinha propostas do Brescia, da Itália, e do Bayer Leverkusen, da Alemanha. Na Itália, até o presidente Silvio Berlusconi brincou com o caso: “Compramos por preço de banana”.


10) O primeiro jogo com a camisa rubro-negra aconteceu no dia 1º de setembro, contra o Ancona. Kaká participou do gol marcado pelo ucraniano Schevchenko, que seria um grande parceiro dentro das quatro linhas. O primeiro gol no dérbi contra o Internazionale veio no dia 5 de outubro. Os rossoneros ganharam por 3 a 1.


11) Com 22 anos, Kaká é nomeado o embaixador mais jovem contra a fome da Organização das Nações Unidas (ONU). A cerimônia ocorreu no dia 30 de novembro de 2004. Ele também se integraria o Programa Alimentar Mundial, visitando países carentes.


12) O dia 25 de maio de 2005 caminhava para a então maior glória com a equipe italiana. Do campo de defesa, Kaká dá linda assistência para o argentino Crespo marcar o segundo dos três gols do Milan no primeiro tempo. Mas o Liverpool empatou na etapa final e levou o título da Liga dos Campeões nos pênaltis.


13) Kaká se recuperaria pouco depois com a camisa da Seleção Brasileira. No dia 29 de junho de 2005, o craque anotou um golaço na decisão da Copa das Confederações, de fora da área, no ângulo. E contra ninguém menos que a Argentina. Foi o segundo na vitória por 4 a 1.


14) Em 23 de dezembro de 2005, durante a pequena pausa do calendário europeu, Kaká se casa com a estudante Caroline Celico, então com 18 anos, na sede da igreja evangélica Renascer em Cristo, em São Paulo. Ele namorou por quase três anos e afirmou não ter feito sexo durante o relacionamento.


15) Em sua primeira Copa do Mundo como titular, Kaká marca logo na estreia, em belíssimo gol diante da Croácia. O “quadrado mágico” com Adriano, Ronaldinho e Ronaldo, porém, não funciona. O Brasil de Carlos Alberto Parreira foi eliminado pela França, nas quartas de final, com um futebol aquém do potencial.


16) A redenção continental com o Milan vem em 2007. Na semifinal, no dia 25 de abril, ele é o autor de dois golaços na derrota por 3 a 2 para o Manchester United – os italianos venceriam na volta e se classificaram para enfrentar o Liverpool. Na grande decisão, no dia 23 de maio, ele deu o passe para Inzaghi fazer o segundo na vitória por 2 a 1.


17) Entre a semifinal e final, Kaká escreveu uma carta à Dunga pedindo dispensa da Copa América, no dia 12 de maio de 2007. Ele, que queria um período de descanso, era o grande nome da renovação da Seleção já visando ao Mundial de 2010, como pôde provar na vitória por 3 a 0 sobre a Argentina, em amistoso disputado em setembro de 2006: arrancou do campo defensivo e marcou uma obra-prima.


18) A consagração total vem em dezembro. No dia 16, Kaká é campeão mundial com o Milan após vencer o Boca Juniors, por 4 a 2, no Japão. Ele deixou o seu. No dia seguinte, voou para Zurique, na Suíça, onde foi nomeado pela Fifa o melhor jogador do planeta em 2007. O prêmio foi entregue por Pelé e repassado à Igreja Renascer em janeiro de 2008.


19) Em maio de 2008, Kaká teve o joelho esquerdo operado pela primeira vez, no Rio de Janeiro. Ele ficou afastado de boa parte dos jogos do Milan na segunda parte da temporada devido a uma recorrente lesão no local. Os rossoneros sentiram a má fase do craque e sequer se classificaram para a Liga dos Campeões.


20) Uma grande alegria estava reservada ao jogador em junho. No dia 10, nasceu Luca, o seu primeiro filho. O menino, fruto do casamento com Caroline Celico, veio ao mundo com 51cm e 3,600kg no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.


21) O mês de janeiro de 2009 é recheado de especulações sobre uma possível saída de Kaká do Milan. O Manchester City entrou forte no negócio e chegou a oferecer € 120 milhões (R$ 378 milhões à época), no que seria a maior transação da história. No dia 19 de janeiro, no entanto, o mandatário Berlusconi anunciou a recusa por parte do jogador, que apareceu com a camisa do clube na janela de sua casa.


22) A alegria dos torcedores do Milan durou poucos meses. No dia 8 de junho de 2009, Kaká foi anunciado pelo Real Madrid como o seu grande reforço – dias depois seria a vez do português Cristiano Ronaldo. A tranferência do brasileiro custou € 67 milhões (cerca de R$ 153 milhões na época). Sua apresentação aconteceu no dia 30 do mesmo mês, quando o meia levou milhares de torcedores ao Real Madrid e apresentou a camisa 8, que o acompanha até hoje no clube.


23) Pouco antes de ser apresentado, no dia 28, Kaká se sagrou campeão da Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, na África do Sul. Apesar de ter marcado apenas duas vezes – ambas na estreia, contra o Egito -, ele foi eleito pela Fifa o melhor jogador do torneio. Na decisão, o time de Dunga conseguiu incrível virada contra os Estados Unidos, por 3 a 2.


24) O primeiro gol com a camisa merengue veio no dia 19 de agosto, de pênalti. A vítima foi o Borussia Dortmund, goleado por 5 a 0 em amistoso. O brasileiro ainda participaria de mais dois gols, de Granero e Higuaín, ainda companheiros e por vezes rivais de posição na equipe de José Mourinho.


25) O primeiro momento de crise no clube surgiu apenas em 2010. Kaká foi vaiado pela torcida no empate por 1 a 1 com o Lyon, no Santiago Bernabéu, em jogo que eliminou o Real Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões – na ocasião, pela sexta vez consecutiva. Ele foi substituído pelo técnico Manuel Pellegrini nos minutos finais, o que gerou uma polêmica também com o seu assessor, Diogo Kotscho, que chamou o treinador de covarde no Twitter.


26) Já na Copa do Mundo, no dia 20 de junho de 2010, Kaká foi expulso pela terceira vez na carreira – a primeira com a Seleção. Dono de grande atuação na vitória sobre a Costa do Marfim, por 3 a 1, o meia sofreu com as pancadas e acabou perdendo a paciência no fim. O Brasil seria eliminado nas quartas de final para a Holanda.


27) O fato de não ter jogado em seu nível máximo na África do Sul tem uma explicação. No dia 4 de agosto, Kaká deixou a concentração do Real Madrid em Los Angeles, nos Estados Unidos, com dores no mesmo joelho esquerdo que já havia operado em 2008.Nova cirurgia foi realizada no dia 6, na Bélgica, onde assumiu que já sentia dores antes da Copa do Mundo. O médico Marc Martens afirmou que o jogador pôs a carreira em risco.
28) Em dezembro de 2010, Kaká e a mulher, Caroline Celico, anunciaram a saída da Igreja Renascer. O craque alegou que o rompimento se deu por divergências. No mesmo mês, a Justiça Federal havia condenado os fundadores da instituição a quatro anos de reclusão pelo crime de evasão de divisas.


29) Em 23 de abril de 2011, nasce Isabella, segundo filho de Kaká e Caroline. Desta vez Kaká não acompanhou o parto, já que havia jogado na goleada do Real Madrid sobre o Valencia, por 6 a 3, pelo Campeonato Espanhol, na véspera. Para completar a boa semana, ele ainda marcou dois gols. Isabella nasceu com 3,170 quilos e 48 centímetros, em São Paulo.


30) Kaká voltou a ser convocado para a Seleção Brasileira em outubro. No dia 27, Mano Menezes o chamou pela primeira vez para os amistosos contra Gabão e Egito, mas o jogador voltou a se lesionar e sequer se apresentou ao grupo. Segundo o próprio treinador, ele prefere esperar Kaká realizar uma pré-temporada com o Real Madrid para pensar em um retorno.

veja também