Jogador tem parada respiratória e se recupera após oração da torcida

Em campo, o jogador Ty Solomon simplesmente parou de respirar e desabou no chão.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Terça-feira, 12 Dezembro de 2017 as 12:29

A decisão de Garvin continua impactando as pessoas do país. (Foto: Reprodução/Facebook).
A decisão de Garvin continua impactando as pessoas do país. (Foto: Reprodução/Facebook).

Durante um jogo de basquete contra o Estado da Carolina do Norte, Tyvoris "Ty" Solomon, que jogava pela Carolina do Sul, de repente, parou de respirar e desabou no chão. Tyler Long, o treinador da equipe fez uso da reanimação cardiorrespiratória (RCP). O treinador principal Murray Garvin, no entanto, caiu de joelhos e orou. Seu exemplo foi seguido pelo resto dos jogadores e muitos outros que estavam na torcida do jogo.

"A única coisa que eu sabia fazer era orar", disse Garvin. "Eu pedi a Deus. Eu implorei a Deus. ‘O Ty agora não’, Senhor. Foi um dos momentos mais assustadores que passei como treinador e como ser humano. Como treinador principal, você sente a responsabilidade de cuidar de seus atletas, não importa o que aconteça", relatou ele à CBN News.

Felizmente, Ty foi ressuscitado com sucesso. Ele foi levado às pressas para o Hospital Rex em Raleigh, Carolina do Norte, onde ele ainda está em recuperação. A mãe de Solomon, Delores Speights, disse ao Raleigh News and Observer que "simplesmente se sentiu ótimo ao receber o amor das pessoas conhecidas ou não. Existem pessoas que acreditam no poder da oração e de Deus".

Impactante

A decisão de Garvin, de orar, não só tocou a vida de Solomon, mas continua impactando as pessoas do país. Ele disse que recebeu um e-mail da Espanha sobre sua iniciativa. "Não importava o preto, nem o branco, rico ou pobre. a reação foi esmagadora", disse ele chorando.

"Todos sabemos que a fé sem obras é morta", ressaltou Garvin sobre a sinergia entre sua oração e o RCP. "Minha fé e a da arena, as pessoas estavam orando até de casa, pela televisão. A oração ainda funciona", disse ele.

Confira a reportagem da ABC News (em inglês):

veja também