Jornalista do Globo usa imagem de anjo fumando maconha para defender legalização

Em seu artigo, Ascânio Seleme defende que atletas usem a droga e também que a legalização irá combater a violência.

fonte: Guiame, com informação do Globo

Atualizado: Segunda-feira, 7 Outubro de 2019 as 8:35

Imagem foi usada por Ascânio Seleme em seu artigo para o jornal O Globo. (Foto: O Globo)
Imagem foi usada por Ascânio Seleme em seu artigo para o jornal O Globo. (Foto: O Globo)

Na última sexta-feira (4), o pastor e deputado Marco Feliciano criticou o artigo do jornalista do jornal O Globo, Ascânio Seleme, no qual não somente a legalização da maconha é defendida, como segundo o parlamentar, ocorre vilipêndio religioso.

Feliciano repudiou a imagem usada pelo jornalista para ilustrar o artigo: o desenho de um anjo fumando, o que associado ao tema do artigo, seria maconha.

"O @JornalOGlobo publica artigo de @ascanioseleme defendendo o absurdo da legalização da maconha. Ok, imprensa livre. Mas quando ilustra o artigo com um desenho de um anjo fumando maconha, comete crime de vilipêndio religioso (Art. 208/CP). Até qdo irão perseguir nossa fé. Cristã?", questionou Feliciano.

Legalização

Em seu artigo, o jornalista aponta casos de estados dos EUA que legalizaram o uso da maconha e nos quais a polícia "não tem problemas com drogas".

"Nos estados legais, a droga é vendida em estabelecimentos credenciados e sanitizados. A guerra contra o traficante praticamente desapareceu nas cidades americanas. Combate pesado ao tráfico se dá apenas contra cartéis, normalmente fora do território americano", disse Seleme. "A polícia passou a cuidar de assuntos que tratam diretamente da segurança dos cidadãos. Ficou mais eficiente".

O articulista então passa a sugerir que a legalização da maconha no Brasil seria uma solução contra o narcotráfico.

"Imaginem esse quadro no Brasil. Pensem como seria o Rio se o uso da maconha fosse legal, e sua venda ocorresse em estabelecimentos comerciais na Joana Angélica, na Dias Ferreira, na Haddock Lobo. Imaginem um Rio sem bocas de fumo. Sem jovens descamisados protegendo essas bocas armados de fuzis. Como você acha que ficaria a sua segurança e a dos moradores das favelas se as bocas desaparecessem?", propôs.

"Para relaxar"

Em seu conteúdo, o artigo também traz a notícia de que uma organização norte-americana que apoia a legalização da maconha e pede que a substância não seja mais considerada como infração no exame antidoping.

"Ainda sobre o artigo no @JornalOGlobo. Será q @ascanioseleme defende que ATLETAS se droguem? quando diz: 'Atletas usam maconha para relaxar'. Sanatório geral? Pregamos tirar as crianças das drogas através do esporte. Teria este artigo sido escrito sob o efeito da marijuana?", acrescentou o parlamentar.

veja também