Jovem da Assembleia de Deus concorre a prêmio da editora Abril

Jovem da Assembleia de Deus concorre a prêmio da editora Abril

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 8:41

O jovem Humberto Meira de Araújo Neto, de 23 anos, decidiu se inscreveu no concurso “A escola também é sua”, idealizado pela editora Abril, o resultado foi que ele ficou entre os 20 selecionados.

Ele resolveu se inscrever para melhorar o aprendizado de dezenas de alunos do Centro de Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS) Professora Joelina Alves Cerqueira.

Humberto serve ao Senhor na Assembleia de Deus no Farol (Alagoas) e atua como intérprete de Libras e monitor desta escola. A promoção vai doar uma lousa digital ao vencedor.

Para ajudar o jovem educador a ganhar o concurso, é preciso acessar a página da editora Abril que consta as informações do concorrente e votar quantas vezes quiser. Clique aqui para votar. Outras 19 pessoas, do País inteiro, estão na briga pelo mesmo prêmio.

A história que envolve Humberto Meira com a educação de surdos está resumida na página da Abril. Ele diz que trabalha no CAS há três anos e entre os alunos cerca de 20 são evangélicos, a maioria do interior do Estado, que não tem condições de aprender Libras e sentem dificuldades de socialização.

O jovem está concluindo o curso de Jornalismo e a graduação em Libras, feita à distância pela Universidade Federal de Santa Catarina. O primeiro curso na Linguagem Brasileira de Sinais foi feito há seis anos como uma forma de entender melhor a realidade das pessoas portadoras desta necessidade especial.

“A partir daí surgiu o interesse em trabalhar na área e eu me especializei com outros cursos para ajudar nessa questão da Educação dos surdos, que enfrenta muitas barreiras”, disse o jovem, na entrevista que fez para os organizadores do concurso. Ele considera que os recursos visuais são extremamente importantes para o aprendizado do surdo. E a lousa digital vai facilitar, e muito, no trabalho que ele já exerce corriqueiramente.

Por enquanto, Humberto diz que os votos para ele passam de 6 mil, mas ainda são poucos se comparados aos demais concorrentes. “O pessoal está votando pra valer nos outros candidatos. Preciso mesmo desta ajuda para que eu consiga vencer o concurso e ganhar a lousa para trabalhar no CAS. Na verdade, eu fiz a inscrição, mas indiquei a escola que trabalho para receber o prêmio”, explicou ao Portal AD Alagoas.

Pelo menos até o dia 15 de fevereiro a votação estará aberta e já está a quase uma semana disponível no site. Vale repetir que qualquer pessoa pode acessar o link e votar quantas vezes quiser e todos os dias.

A lousa pretendida pelo jovem tem um formato de um quadro, mas a tela é de computador. Ao invés de giz, o instrutor utiliza mouse e os sistemas digitais são usados nas aulas convencionais.

veja também