Jovem descreve abuso sexual. "Por favor Deus, faça-o parar!", pedia

Jovem descreve abuso sexual. "Por favor Deus, faça-o parar!"

Atualizado: Sexta-feira, 29 Junho de 2012 as 9:56

Natasha Smith é britânica, tem 22 anos e estava no Cairo durante as eleições presidenciais do país.

A jovem jornalista foi brutalmente violentada na Tahir Square pelo que chamou de 'grupo de animais'.

Natasha narrou a história dizendo ques a despiram, a arranharam, apertaram seus seios e 'forçaram seus dedos dentro dela'. ”Era como se eu estivesse jogado ali como carne fresca entre leões famintos", escreveu em seu blog.

Ela estava em Tahir para filmar a multidão para um documentário que está fazendo sobre os direitos das mulheres. Em agosto ela se forma no mestrado em Jornalismo Internacional pela University College Falmouth.

No blog, Natasha conta que viu tudo o que estava acontecendo, mas que não podia detê-lo e era como morrer.

Em uma tenda ela foi atendida e protegida. "Eles tentaram atacar a tenda e quem estava dentro começou a fazer uma barricada de cadeiras. Eles queriam o meu sangue". Ela só conseguiu sair disfarçada e de mãos dadas com um estranho, passando-se por sua mulher.

A aspirante a jornalista diz que vai voltar mais forte e que o documentário será abastecido pela paixão em ajudar as pessoas. "Há tantas mulheres árabes e ocidentais que sofrem", escreveu.

Leia também:

Festival Promessas Minas reúne 5 mil pessoas em BH

Hillsong divulga vídeo oficial da faixa-título do novo álbum



com informações da MarieClaire

veja também