Jovem é curado após receber oração de mulher cega: "Vi a morte, mas a fé me salvou"

Um acidente de moto fez com que Renato Gabry tivesse convulsões e coágulos no cérebro, mas a idosa o visitou no hospital após receber a notícia.

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 25 Outubro de 2017 as 1:37

O jovem cristão Renato Gabry tem um forte testemunho para contar ao Brasil. Em 2009 ele sofreu um acidente de moto e sua morte era certa. Mas Deus, por meio da oração de uma senhora cega, mudou o curso dessa história. Ele conta que praticamente não havia chances de sobreviver, mas recebeu um milagre.

“Em 2009 eu era um jovem em um momento excelente. Um bom emprego, estava no quarto período da faculdade de ciências jurídicas e isso tudo foi interrompido quando eu encontrei com uma pedra que havia no caminho. Era um emaranhado de paralelepípedos e minha moto se prendeu nesse buraco e bruscamente eu fui lançado para fora da moto, o capacete se desencaixou da minha cabeça e então eu choquei o crânio contra o chão de pedras e tive um traumatismo craniano encefálico”, explicou.

“Quando eu sofri o acidente fui levado às pressas pelo corpo de bombeiros, para o hospital. Quando cheguei lá eles inicialmente pensavam que eu estivesse em um coma alcoólico, pois não tinha nenhum ferimento externo. Não foi aquele tipo de acidente que a pessoa rola umas quatro vezes. Foi um tombo simples. Eu estava sem arranhões, sem sangue. Eles fizeram todos os exames e identificaram que estava se formando um coágulo dentro da minha caixa craniana, apertando a minha massa encefálica, o que me mataria dentro de algumas horas se não fosse feita a cirurgia”, disse ele.

Convulsões

“Eu tive uma convulsão logo no acidente. Eu estava consciente e tive essa convulsão. Depois outra no caminho e mais outra no hospital. De tanto ter essas crises eles me sedaram para cessar isso. E já esse quadro em si era muito preocupante, porque convulsões em sequência são suficientes para fritar o cérebro de qualquer pessoa”, colocou.

“Eles me puseram em coma induzido, por meio de medicamentos e me deixaram assim até o outro dia pela manhã, quando foi feita essa cirurgia e aí me colocaram na UTI para ficar um tempo em observação”.

Renato conta que por causa de seu acidente, sua mãe se reconciliou com Cristo. Ele também conta que muitas pessoas se mobilizaram em oração por sua vida. "A minha igreja local, na época, se moveu em oração. Na verdade, toda a cidade, nesse tempo eu vivia em Itaperuna (interior do Rio de Janeiro). Eram 100 mil pessoas orando por uma”, pontuou.

Oração

"A infecção complicou tanto que ela se generalizou e passou dos meus pulmões para a corrente sanguínea e tomou todo o meu corpo. Essa situação fez com que as bactérias começassem a vencer meu sistema de defesa. É como se eu estivesse em decomposição, vivo”, disse ele.

“Meus órgãos foram parando de funcionar. Nesse quadro, uma senhora de nome Ana Paula ouviu essa campanha no rádio e Deus falou com ela: 'Vá até o hospital porque eu quero usar você para que a sua oração seja a final'. Ela estava orando em casa e por ser cega orava pela cura dela. Ela foi até o hospital, estendeu as mãos. Minha mãe conta que quando ela começou a orar, ficou quente somente em volta da minha cama”, relatou. “Ela orou e aquele fogo de Deus me envolveu ali e nas horas subsequentes eu comecei a apresentar amplos sinais de melhora até abrir os olhos e acordar disso tudo”, ressaltou.

veja também