Jovens Adventistas do RJ promovem o projeto Vida por Vidas

Jovens Adventistas do RJ promovem o projeto Vida por Vidas

Atualizado: Quarta-feira, 1 Junho de 2011 as 10:29

A campanha Vida por Vidas tem mobilizado pessoas de diversas partes do Estado e neste sábado, 28 de maio, a Igreja Adventista de Heliópolis em Belford Roxo, região sul do Rio de Janeiro, reuniu centenas moradores para doação de sangue.

O atendimento prestado pela Unidade Móvel do Hemorio começou por vota das 9 horas, enquanto isso as coordenadoras do projeto Vida por Vidas dividiam as equipes em grupos de apoio. Os desbravadores auxiliaram na distribuição de folhetos à comunidade e os demais voluntários adventistas auxiliavam na recepção, no preenchimento do cadastro dos doadores e no encaminhamento para triagem.

De acordo com a Dra. Luana Rocha, médica responsável pela Unidade do Hemorio, todo o cidadão que deseja participar e que esteja apto a ser um doador é muito bem-vindo. Rocha parabenizou a iniciativa dos fiéis e salientou que estas ações sociais são de suma importância para as pessoas que aguardam por um doador. “Cada bolsa de sangue coletada pode beneficiar até três pessoas” afirma.

Visando alcançar um número razoável de bolsas de sangue a Igreja Adventista realizou um pré-cadastro junto a comunidade e ao final da campanha havia centenas de pessoas escritas.

Neste dia, mais de 100 livros “Ainda Existe Esperança” foram entregues e alguns dos doadores aceitaram estudar a Bíblia, os quinze funcionários do Hemorio que prestaram atendimento neste dia também receberam o livro missionário.

Um fato interessante aconteceu com o morador Bruno Rodrigues que passava pelo local e viu a movimentação. Logo em seguida pediu para participar da campanha, pois há muito tempo desejava ser um doador, mas em função do trabalho e da dificuldade de deslocamento não encontrava possibilidade para doar sangue.

A campanha de doação de sangue terminou por volta das 15h30 com mais de 70 bolsas coletadas. Os adventistas desta região se preparam para, em breve, lançar o Projeto Vida por Vidas cadastrando doadores de medula óssea.

Por Ruth Albuquerque

veja também