Jovens evangélicos fazem a alegria de 500 crianças que moram em favela

Jovens evangélicos fazem a alegria de 500 crianças que moram em favela

Atualizado: Terça-feira, 19 Outubro de 2010 as 7:29

O último sábado foi especial para 500 crianças carentes que moram na favela de lona do conjunto João Sampaio 2, no Benedito Bentes. Numa ação social, resultado do Projeto Ágape, jovens evangélicos daquela localidade se uniram pelo bem comum e proporcionaram uma Semana da Criança mais feliz. Eles distribuíram lanches, kits de higiene pessoal, fizeram sorteios e ainda levaram serviços de cortes de cabelo, enfermaria e de odontologia para a comunidade.

O trabalho começou no início da tarde, com uma estrutura bastante organizada, incluindo tendas para dividir as ações que estavam sendo desenvolvidas. Em pouco tempo, uma multidão se formou para usufruir dos benefícios. De acordo com os organizadores, participaram enfermeiros, dentistas, além de terem sido distribuídos 500 kits laches (pipoca, doces e biscoitos), 400 kits de higiene (sabonete, creme dental e escova de dente).

Além disso, foram dados 500 sanduíches, distribuída sopa e feitas algumas brincadeiras com a criançada. Uma delas ainda foi premiada, mediante sorteio, com uma bicicleta nova. Outros brindes também foram ofertados, todos fruto de doação.

Segundo Paulo Cezar, um dos idealizadores do projeto, as famílias da comunidade de lona tiveram a chance de ter um dia alegre, já que muitos pais não têm condições financeiras suficientes para proporcionar esse tipo de animação para seus filhos. Uma das moradoras, que não quis se identificar, agradeceu, bastante emocionada, a cesta básica que irá dar um pouco de conforto neste mês.

O projeto, de acordo com o jovem líder, não tem patrocínios nem ajuda política, mas já realizou este ano três ações sociais. Uma delas distribuindo donativos aos desabrigados pelas enchentes da cidade de Murici e duas no Benedito Bentes. "A maior dificuldade é conseguir pessoas que queira sentir a dor do povo carente", revela Paulo Cezar. "Somos jovens evangélicos, íntegros, comprometidos com a obra social e com a palavra de Deus", acrescenta.

Essa ação social foi batizada de Projeto Ágape, pois surgiu da ideia de alguns jovens intencionados em ajudar os mais necessitados. Ágape, segundo o contexto bíblico-cristão,  significa amor incondicional, aquele que ajuda ao próximo sem esperar nada em troca.

veja também