Joyce Meyer conta como foi libertada do vício em cigarro: "Muita ajuda de Deus e disciplina"

A pregadora começou a fumar aos 9 anos, mas conseguiu superar o vício após declarar para si mesma, todos os dias, que seria libertada.

fonte: Guiame, com informações do Charisma News

Atualizado: Segunda-feira, 19 Junho de 2017 as 9:54

Joyce Meyer é uma pastora e escritora de best-sellers como "Campo de Batalha da Mente". (Foto: Reprodução).
Joyce Meyer é uma pastora e escritora de best-sellers como "Campo de Batalha da Mente". (Foto: Reprodução).

Joyce Meyer é conhecida internacionalmente por suas pregações impactantes. Anteriormente ela revelou que sofreu abusos na infância e como Deus restaurou sua vida. Agora, ela conta como sua fé a ajudou a ser livre do vício de fumar cigarros. Joyce passou a fumar desde muito pequena e que teve grandes dificuldades para abandonar a prática.

“Comecei a fumar quando eu tinha nove anos e fumei por um tempo muito longo. Eu gostava, então quando eu decidi parar foi muito difícil para mim. Toda vez que eu tentava parar, eu conseguia ficar sem por algumas horas e então eu saia correndo por aí, procurando pontas de cigarro no lixo ou nos bolsos do casaco. Em qualquer lugar, eu poderia pensar em procurá-los”, contou a pregadora.

Ela diz que não conseguia parar, até que teve uma revelação: “Eu estava me enterrando cada vez mais como uma derrotada, por causa das minhas declarações negativas”, disse ela. “Eu tive que parar e começar a declarar a minha vitória. Felizmente, percebi que eu estava me causando derrotas através das coisas negativas que eu falava sobre mim”, pontuou.

Mudança na fala

“Durante muito tempo, eu disse: ‘Eu só sei que nunca vou conseguir parar de fumar. E se eu conseguir, provavelmente vou ganhar muito peso’. Mas Deus me ajudou a ver que se eu não mudasse a maneira como eu estava falando, eu não seria transformada. Então, Ele começou a colocar um desejo em meu coração de começar a falar o que eu queria, e não o que eu tinha”, lembrou.

“Eu comecei a dizer coisas como: ‘Eu não quero fumar! Essas coisas me fazem mal e são caras. Eu não fumo mais!’ No começo eu me sentia como uma boba fazendo isso, porque eu fazia essas declarações enquanto fumava. No entanto, dentro de uma semana eu percebi que tinha a graça de Deus para me ajudar a parar de fumar. O que eu aprendi com essa experiência é que não posso estar acima da minha própria confissão. E descobri que é preciso duas coisas: muita ajuda de Deus, disciplina e autocontrole”, ressaltou.

Deus me ensinou a falar como Ele

Joyce revela sua base bíblica e cita a passagem de Provérbios 18:21 que diz: "A morte e a vida estão no poder da língua". Ela também fala de Hebreus 4:14 , que diz: “Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão”.

Ela continua: “A palavra confissão significa ‘dizer o mesmo que’. Como o Sumo Sacerdote de nossa confissão, Jesus faz o que estamos dizendo e quando isso concorda com Sua Palavra. Portanto, é vital para nós como cristãos aprender a falar a Palavra de Deus e não apenas dizer coisas baseadas em nossos sentimentos ou o que outras pessoas disseram sobre nós”, diz Joyce.

“Agora, eu acredito que teremos maior sucesso com isso se nos concentrarmos no que devemos fazer com a nossa boca, em vez de nos concentrar em todas as coisas que não devemos dizer. Eu quero incentivá-lo a realmente se ouvir. Onde está seu coração? A Bíblia diz da abundância do coração que a boca fala (Lucas 6:45). Precisamos parar de dizer: ‘Oh, eu não quis dizer isso. Eu estava apenas brincando’. E precisamos começar a ser responsáveis ​​pelas palavras que falamos”, alertou.

veja também