Justiça proíbe reconstrução do templo da Renascer que desabou em 2009

Renascer é proibida de reconstruir templo que desabou

Atualizado: Segunda-feira, 7 Maio de 2012 as 9:46

O Ministério Público de São Paulo informou em seu site na sexta-feira, dia 4, que a Justiça de São Paulo proibiu a Igreja Renascer em Cristo de reconstruir o templo que desabou em 2009 na Avenida Lins de Vasconcelos, no Cambuci, zona sul de São Paulo.

O desabamento provocou a morte de 9 pessoas e a assessoria da Renascer não foi encontrada pelo G1.

A ação civil pública, movida pela Promotoria Justiça da Habitação e Urbanismo, foi decicida por Valentino Aparecido de Andrade, juiz da 10ª Vara da Fazenda Pública.

A prefeitura de São Paulo havia concedido um alvará para a reconstrução anteriormente, mas o magistrado o invalidou.

A promotora Mabel Schiavo Tucunduva Prieto de Souza afirma que o novo empreendimento da igreja recebeu alvará sem que ele tivesse sido submetido à análise prévia da CLTU (Câmara Técnica de Legislação Urbanística). Segundo a promotora, a obra pode causar impacto ambiental e urbanístico na região.


com informações do G1

veja também