"Juventude Free" atrai e evangeliza jovens no Rio de Janeiro

"Juventude Free" atrai e evangeliza jovens no Rio de Janeiro

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2011 as 8:49

O Força Jovem do Rio de Janeiro (RJ) realizou, recentemente, a segunda edição do Juventude Free, evento cultural que agitou a tarde de milhares de jovens no Cenáculo do Espírito Santo de Del Castilho,  sob o comando do responsável pelo grupo no estado, pastor André Souza.

Caravanas do interior do estado e de toda a região Metropolitana levaram integrantes do grupo à concentração. Esses jovens ouviram as orientações do pastor, que lhes propôs uma escolha: mudar para sempre o rumo de suas vidas. Essa mensagem foi reforçada pela apresentação da companhia de dança Naftali (foto ao lado), com uma peça teatral composta por passos de street dance e ballet, que retratou as escolhas e os frutos das atitudes de um jovem distante de Deus. Orações e clamores foram realizados pelo fim dos problemas e pela libertação de todos.

Diante do altar, aqueles que estavam decididos a entregar a vida a Deus buscaram o Espírito Santo e também pelo fortalecimento espiritual. Além da busca, os presentes foram consagrados com o óleo santo, para que se tornem peritos nas atividades evangelísiticas.

Antes de finalizar o encontro, o pastor André fez questão de anunciar o mais novo lema do Rio de Janeiro: “O Força Jovem não é apenas um grupo. Somos uma família!”, destacou.

Família que o jovem Thiago Lopes, de 16 anos, encontrou quando passou a fazer parte do grupo. Ele conta que, desde pequeno, participava das reuniões na Igreja Universal, mas tinha amigos que não compartilhavam da mesma fé, o que fez despertar nele o interesse pela bebida, cigarro e pelas drogas. “Aos 13 anos passei a fumar, queria ser igual a eles, porém eu afundava cada vez mais, era triste, vazio e grande parte do dinheiro que eu ganhava eu gastava com esses vícios. Com 14 anos, eu já bebia todo tipo de bebida e chegava a fumar um maço de cigarros por dia, eu já estava afastado da Igreja e muito mal”, lembra

Para minimizar o vazio que sentia, ele passou a usar drogas. “Nessa época muitos me convidavam para que eu voltasse a frequentar a Igreja, ao grupo Força Jovem, mas eu já estava cego, sempre inventava uma desculpa pra não ir. No entanto, toda vez que eu fazia algo errado, eu lembrava de como era a minha vida antes de eu me afastar de Jesus. Foi quando tomei uma decisão de voltar pra Deus”, relata.

Hoje, Thiago está liberto da bebida, da tristeza e das drogas. “Eu recuperei meus planos de vida, e posso dizer que sou um jovem feliz. Felicidade essa que encontrei no Senhor Jesus através do Força Jovem do Rio de Janeiro”, finaliza.

veja também