Ladrões invadem igreja presbiteriana e arrancam cofre da parede

Ladrões invadem igreja presbiteriana e arrancam cofre da parede

Atualizado: Terça-feira, 15 Fevereiro de 2011 as 3:48

Ao chegarem para ensaiar, os integrantes do grupo de música da 1ª Igreja Presbiteriana no Tabuleiro levaram um susto neste fim de semana: um dos vidros da porta estava quebrado, tudo revirado e um buraco na parede onde o cofre estava localizado.

Outro transtorno a ser enfrentado pelos líderes da igreja foi a demora na confecção do Boletim de Ocorrência.

Ladrões aproveitaram a falta de vigilância e arrombaram a parte inferior da porta de alumínio do salão, depois de terem quebrado o vidro da porta lateral, por onde, provavelmente, tentaram entrar primeiro.Eles invadiram o gabinete pastoral e reviraram tudo. Em seguida quebraram a parede onde o cofre estava e conseguiram retirá-lo, porém estava vazio. Eles também entraram no templo principal e roubaram um aparelho de dvd. “É a primeira vez que isso acontece. O que ocorreu por três vezes foi roubo de fio, mas o vizinho tomou umas medidas colocando arame farpado no poste e nunca mais roubaram o fio”, disse Thiago Oliveira, um dos membros da igreja.

No primeiro andar, onde funcionam as turmas infantis, eles também promoveram bagunça e pegaram o dinheiro que havia na caixinha. “Ainda tomaram um refrigerante que estava na geladeira e abriram pipocas e confeitos das crianças, além de deixar a geladeira aberta e levar o dinheiro que havia na caixinha do departamento infantil”, contou. “Apesar de toda a bagunça e de haver outros objetos de valor, só levaram o dvd e esse dinheiro”, contou Thiago.

Em seguida, o pastor João Paulo e sua esposa, Jocélia Pacheco foram ao 5º Distrito Policial para fazer o BO, mas estava fechado devido à reforma. Eles então seguiram para a Delegacia de Plantão 2, no Salvador Lyra, mas só havia uma pessoa.

“Não tinha delegado, nem escrivão. Só tinha uma policial que nos disse que só poderia fazer o BO à noite, quando chegasse outro policial. Nós insistimos e ficamos reclamando dizendo que aquilo era um absurdo, foi então que ela cedeu e fez o boletim. Nesse ínterim chegaram outras três pessoas e saíram de lá sem conseguir fazer o BO. Depois fomos à Central de Polícia, onde conseguimos que uma equipe de peritos fosse enviada”, disse Jocélia.

Os peritos colheram algumas digitais e retiraram fotografias do local, mas até o momento, nenhum suspeito foi identificado.

veja também