Lady Gaga afirma que artistas também podem falar do evangelho

Lady Gaga afirma que artistas também podem falar do evangelho

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 8:40

A cantora Lady Gaga em uma entrevista realizada em Cannes (França), publicada nesta quarta-feira pelo jornal italiano ‘La Repubblica,’ alegou que não só os sacerdotes e as freiras podem falar sobre os Evangelhos.

“Ninguém disse que só os sacerdotes e as freiras têm o direito de expressar uma opinião sobre os Evangelhos.”

Ela disse isso com relação à polêmica de sua música “Judas” que possui conteúdo religioso controverso.

“O artista tem pleno direito de usar simbolismos religiosos para transmitir uma mensagem," argumentou a cantora.

Segundo ela, o vídeo que apresenta os 12 discípulos de Jesus de motocicletas, fala sobre o perdão.

"Meu vídeo fala de perdão, sobre como Jesus perdoou Judas, que tinha lhe traído. Acho estranho que a Igreja tenha se sentido ofendida por este conceito," disse.

Gaga havia declarado em entrevistas passadas, que, ao contrário do que muitos acreditam, a canção é mais sobre ex-namorados, traição e perdão do que reprovações bíblicas.

"Isso é realmente o que o vídeo é, é uma metáfora para o perdão e traição e as trevas sendo um dos desafios da vida em vez de ser um erro," disse ela a Giuliana Rancic na época.

Ela ainda afirmou acreditar que o bíblico Judas não era realmente um mau caráter no fim das contas, mas alguém mal compreendido pelo mundo e uma parte de uma profecia global.

Durante a entrevista, Gaga falou ainda sobre outros temas, incluindo o tema da prostituição “que rodeia os homens poderosos da música ‘Government Hooker,’ que faz parte de seu novo álbum “Born This Way.”

veja também