Legislação assegura o direito de prestar concursos públicos, vestibulares e quaisquer atividades escolares fora do horário sabático.

Município aprova lei que defende guardadores do sábado no PA

Atualizado: Sexta-feira, 13 Janeiro de 2012 as 8:52

A cidade de Paragominas, localizada no nordeste do Estado do Pará, foi destaque em 2011 por apresentar um crescente desenvolvimento em várias áreas, dentre elas, a distribuição da merenda escolar e o modelo de gestão eficaz contra o desmatamento. Mas, para os guardadores do sábado, o destaque em 2011 foi a aprovação de uma lei municipal que assegura o direito de prestar concursos públicos, vestibulares e quaisquer atividades escolares fora do horário sabático. 

 A lei municipal número 781/2011 foi votada no final do ano e aprovada no dia 07 de dezembro, assinada pelo prefeito Adnan Demachki. Na ocasião, além de pessoas da comunidade, a câmara de vereadores ficou repleta de desbravadores e jovens adventistas que vibraram com aprovação da lei. Também estiveram presentes líderes religiosos que representaram a Igreja Adventista do Sétimo Dia, dentre eles os pastores Fábio Santos, Arildo Coelho, Abrahan Laime e Marcelo Jennings. O projeto que foi apresentado à câmara de vereadores surgiu por iniciativa do vereador Mauricio Ramos, membro da Igreja Adventista em Paragominas.

Segundo o pastor Marcelo Jennings, são muitos os benefícios da lei. “A lei foi uma vitória para os guardadores do sábado, a cidade de Paragominas tem sido destaque no cenário nacional e agora saiu na frente aprovando uma lei que está de acordo à liberdade religiosa existente em nosso País”. É o que confirma o jovem adventista Wellington Lopes, que já enfrentou dificuldades para realizar uma prova de concurso público depois do pôr do sol de sábado. “Tive que ficar confinado o dia todo para fazer a prova depois do sábado. Mas valeu a pena ser fiel aos princípios religiosos porque Deus tem me abençoado muito e eu passei nessa primeira fase do concurso. Creio que vale a pena ser fiel e perseverarmos em nossos princípios pois teremos muitas recompensas”, contou Wellington.

veja também