Líder batista que participou da tradução da bíblia morre em São Paulo

Líder batista que participou da tradução da bíblia morre em São Paulo

Atualizado: Terça-feira, 9 Novembro de 2010 as 11:45

Faleceu nesta segunda-feira o Doutor  Werner Kaschel. Ontem o corpo do pastor foi  velado na Igreja Batista em Perdizes, em São Paulo e nesta terça-feira, o corpo estará em Campinas onde será velado no  Cemitério da Saudade a partir das 10 hs da manhã. Às 15h haverá um culto e às  16h será o seputamento.   Conheça quem foi Doutor  Werner Kaschel:   Faleceu nesta segunda-feira dO Dr. Werner Kaschel nasceu em Campinas, São Paulo, no dia 4 de abril de 1922.  Converteu-se em 1930, na Primeira Igreja Batista de Campinas, sob o ministério do Missionário Paul C. Porter.  Foi batizado em dezembro de 1934, sentindo no mesmo ano, a chamada para o ministério.  O Dr. Werner bacharelou-se em teologia no Seminário do Sul, da Igreja Presbiteriana do Brasil, em Campinas, em 1944.  Fez o mestrado no Seminário Batista, (Southwestern), Fort Worth, Texas, em 1949, e o doutorado em Filosofia, no Seminário Batista, (Southern), em Louisville, Kentucky, em 1971.

  Foi pastor da Primeira Igreja Batista de Americana, São Paulo (1943-1944), Igreja Batista Central do Rio de Janeiro (1945-1946), Bom Retiro, Rio de Janeiro (1952-1960) e Casa Verde, São Paulo (1963-1966).  Foi diretor do Departamento de Treinamento da Junta de Escolas Dominicais e Mocidade, atual JUERP, de 1948 a 1957, e serviu seis vezes como Primeiro Secretário da Convenção Batista Brasileira.

  Como educador, o Dr. Werner exerceu seu ministério com grande êxito nesta área desde 1946.  Até 1960 serviu como professor e Deão do Seminário Teológico do Sul, no Rio de Janeiro.  Foi diretor do Colégio Batista Brasileiro em São Paulo de 1961 a 1967.  Ensinou na Faculdade Teológica Batista de São Paulo desde 1961, e em 1972 assumiu o cargo de Reitor, onde permaneceu até 1989.  No âmbito nacional, foi presidente da Associação de Seminários Teológicos Evangélicos (ASTE) e Associação Brasileira de Instituições Batistas de Ensino Teológico (ABIBET).  

Na denominação, o Dr. Kaschel prestou relevantes serviços à causa do Mestre, no Brasil e no exterior desde sua juventude, liderando juntas, organizações, campanhas estaduais, nacionais e internacionais.  

As contribuições literárias do Dr. Werner enriqueceram o meio evangélico, ora escrevendo, ora traduzindo.  A lista é longa, mas talvez a maior obra seja sua participação na Comissão de tradução da Bíblia na Linguagem de Hoje, da Sociedade Bíblica do Brasil.  Esta comissão trabalhou durante vinte e um anos no estudo dos textos nas línguas originais, produzindo a versão da Bíblia em linguagem popular. Dr. Werner trabalhou para a Sociedade Bíblica do Brasil até 2008, com 86 anos.  

A contribuição do Dr. Werner para a hinologia brasileira é rica e extensa.  Desde a sua juventude, escreveu e traduziu muitos hinos.  Foi um dos integrantes da Comissão que elaborou o Hinário para o Culto Cristão. Em reconhecimento ao seu trabalho nessa área, em 1989 recebeu o Premio "Arthur Lakschevitz", da Associação dos Músicos Batistas do Brasil (AMBB). Ainda publicou os seguintes trabalhos: “Plano Financeiro para as Igrejas Batistas do Brasil,” “Viagens à Palestina,” “Sumário de Evangelismo Pessoal,” e o “Dicionário da Bíblia de Almeida.”

  O Dr. Werner Kaschel falava cinco idiomas, além de ser especialista em Hebraico e Grego. O casal Dr. Werner Kaschel e D. Dirce Folster Rodrigues Kaschel, merece destaque entre todos os batistas brasileiros, por sua longa e produtiva folha de serviço.

  O Dr. Werner Kaschel deixa a esposa, D. Dirce Kaschel, e sua única filha, Eula, casada com Clinton Parnell e a filha do casal, Lissa Kaschel Parnell, residentes em Dallas, nos Estados Unidos.   Por Pollyanna Mattos

veja também