Líder de louvor diz que “profecia foi cumprida” em encontro entre Trump e Kim

Em 2012, Sean Feucht esteve na zona desmilitarizada entre a Coreia do Norte e do Sul e escreveu uma música profética.

fonte: Guiame, com informações do Faith Wire

Atualizado: Terça-feira, 2 Julho de 2019 as 10:30

O violão de Steve Feucht na DMZ (à esquerda) e o presidente Donald Trump e o ditador Kim Jon-un se encontram na zona desmilitarizada entre a Coreia do Norte e do Sul. (Foto: Kevin Lamarque/Reuters)
O violão de Steve Feucht na DMZ (à esquerda) e o presidente Donald Trump e o ditador Kim Jon-un se encontram na zona desmilitarizada entre a Coreia do Norte e do Sul. (Foto: Kevin Lamarque/Reuters)

O encontro de improviso entre Donald Trump e o ditador Kim Jon-un que aconteceu no domingo (30) foi considerado histórico. Juntos na zona desmilitarizada que faz fronteira entre as duas Coreias, esta foi a primeira vez que um presidente americano pisou na Coreia do Norte.

Trump e Kim Jong-un estiveram reunidos por 50 minutos e, após aperto de mãos em público, declararam que decidiram iniciar conversas sobre um acordo de desnuclearização norte-coreana.

O evento foi comemorado pelo líder de adoração da Bethel, Sean Feucht em uma mensagem no Twitter, onde disse que em 2012 esteve naquele mesmo lugar e escreveu a música “Finish What You Started” (Termine o que você começou), uma canção profética para a Coreia do Norte.

Em entrevista à Fox News, o artista cristão, conhecido por seu trabalho musical em uma das igrejas mais destacadas dos EUA, disse que o encontro é uma "profecia cumprida" e que "nunca imaginou que a música se tornaria realidade".

Feucht, que dirige o Light A Candle Project, uma organização sem fins lucrativos que vai aos “lugares mais escuros, mais difíceis e impossíveis do mundo”, para compartilhar o evangelho, é apaixonado por alcançar as pessoas mais perseguidas em todo o mundo, incluindo os norte-coreanos.

No próprio domingo, Feucht compartilhou uma imagem de 2012, que mostra seu violão azul sentado em frente ao Hermit Kingdom, onde Trump e Kim se conheceram.

“Escrevi essas letras neste exato lugar na fronteira da Zona Desmilitarizada (DMZ, sigla em inglês), que fica dentro da Coreia do Norte há mais de 8 anos”, ele tuitou.

"Oh meu Deus, você pode fazer qualquer coisa, Oh meu Deus nada é muito difícil para você", escreveu ele, citando a letra da música.

Feucht finalizou sua mensagem dizendo que “hoje, no mesmo ponto exato, o presidente dos EUA fez história ao pisar no solo norte-coreano para negociar a paz", e acrescentou em letras maíusculas: "NUNCA ACONTECEU ANTES!"

veja também