Líder paquistanês anula pena de morte a mulher cristã

Líder paquistanês anula pena de morte a mulher cristã

Atualizado: Terça-feira, 23 Novembro de 2010 as 10:09

O Presidente paquistanês Asif Ali Zardari anulou a pena de morte a que tinha sido condenada uma mulher cristã. Asia Bibi, de 45 anos, foi acusada de blasfémia contra o profeta Maomé, crime que é punido com a pena capital.

A sentença do Tribunal do Punjab foi conhecida dia 8 e causou várias reacções da comunidade internacional. Ainda na última quarta-feira o Papa se referiu ao caso, apelando à libertação de Asia Bibi e  ao respeito pela liberdade religiosa no Paquistão.

Ali Zardari, Presidente paquistanês, anulou hoje a sentença, mas fundamentalistas islâmicos estarão já a preparar acções de protesto contra a decisão.

A Lei anti-blasfémia tem permitido perseguir e julgar vários cristãos no Paquistão, nos últimos anos. Nenhum foi até agora executado, mas muitos já foram assassinados.  

veja também