Líderes adventista no sul se reúnem para planejar o trabalho em 2012

Líderes adventista no sul se reúnem para planejar o trabalho em 2012

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 9

 "Pedir sabedoria do Céu e orar para que ao longo destes dias a agenda seja ditada por Deus". Foi com este pensamento que o presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região sul brasileira, pastor Marlinton Lopes, começou a reunião de planejamento com todos os líderes de departamento. Ele enfatizou também a necessidade de união entre as áreas de atuação da Igreja e pregou sobre Neemias 4:16-17 e o papel que cada indivíduo teve na construção do muro de Jerusalém. "Ou cremos que chegou a hora do Espírito Santo derramar o Seu poder ou não precisamos rogar por reavivamento", desafiou.

Com muitos testemunhos e momentos de oração, este encontro serve para planejar o trabalho missionário para o próximo ano e reúne de domingo a quarta-feira cerca de 100 pessoas. "A Igreja de Deus é uma igreja organizada e por isto damos importância à esta troca de ideias para planejar as ações para o próximo ano e dar o máximo para que tudo se realize", explicou o pastor Davi Contri, tesoureiro da geral para a região sul. Como convidado especial, o professor Edgard Luz, diretor de Educação para oito países da América do Sul, falou sobre como a educação pode ser um forte instrumento de salvação e como e necessário o melhor aproveitamento do tempo em que vivemos.

Como parte dos testemunhos o casal Joel e Rosana Fernandes, de Florianópolis, falou como a Jornada Espiritual mudou a vida deles e o próprio casamento. "No Seminário de Enriquecimento Espiritual eu me conscientizei da necessidade de orar e estudar a Bíblia e isto mudou a minha vida", emocionou-se Joel que já se batizou e agora acompanha a esposa nos estudos para o batismo.

A distribuição dos livros missionários foi a grande tônica da segunda-feira com a visita do pastor Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista sul-americana. "No ano passado eu provoquei vocês e desafiei cada um para maior ousadia na distribuição dos livros missionários e tenho agora a agradável surpresa de ver este projeto consolidado", cumprimentou Köhler que informou ter sido a União Sul a primeira a propor um livro por casa, ideia que se espalhou pelo Brasil. Para o presidente da Igreja existe o risco de falarmos tanto de esperança e esta virar apenas um marketing e não um estilo de vida. "Não quero ser sensacionalista, mas precisamos falar mais dos nossos princípios e valores e resgatar o amor pela volta de Jesus, pois está muito perto. Nunca vi um tempo em que o mundo estivesse em franca queda com a igreja em claro e forte movimento. Dois fatores que me fazem crer que o tempo está curto", alertou Erton Köhler.

Benedito Muniz, palestrante e especialista em recursos humanos, falou na noite da segunda-feira e discorreu sobre a necessidade de se conhecer a liderança e os liderados para um melhor funcionamento da estrutura da igreja. "Eu fico feliz em ver a preocupação dos líderes em formar melhores obreiros e capacitar quem trabalha para a Deus para motivar também os membros", elogiou Muniz.

veja também