Líderes de "diferentes tribos" reúnem-se em café da CIEAB

Líderes de "diferentes tribos" reúnem-se em café da CIEAB

Atualizado: Sexta-feira, 13 Março de 2009 as 12

Por Adriana Amorim

"Somos tribos diferentes, mas conquistamos a mesma coisa: a Terra para o Senhor". Assim, o apóstolo Estevam Hernandes, por meio de vídeo-conferência, definiu o 1º Café de pastores da CIEAB - Confederação da Igrejas Evangélicas Apóstolicas do Brasil. O evento, que aconteceu na última quinta-feira, dia 12 de fevereiro, no Espaço Renascer, em São Paulo, reuniu aproximadamente 1500 pessoas de diferentes ministérios, a maioria líderes. O bispo Carlinhos Viana, secretário executivo da associação, abriu o café dizendo: "Nessa comunhão, a bênção é ordenada". Ele explicou ao Guia-me que o primeiro café do ano traz sugestões dos diretores e líderes que compõe a confederação. O papel da CIEAB é, segundo Viana, orientar e auxiliar os ministérios. As assessorias englobam as áreas jurídica, contábil, tecnológica, ministerial, espiritual, política, social, em comunicações, missões e eventos. Ministraram louvores os grupos Renascer Praise e Toque no Altar, e as cantoras Tamara Novaes e Cassiane.

O cantor e vereador paulistano Marcelo Aguiar (PSC), apresentou aos participantes a cartilha "Alvará em São Paulo - saiba como conseguir", criada pela CIEAB para orientar as igrejas na edificação e regularização de templos. "O papel da CIEAB tem sido importantíssimo, principalmente trazer essa comunhão, além de um trabalho tanto jurídico quanto de esclarecimento", afirmou. Aguiar também chamou a atenção para a CPI que preside em São Paulo. Instaurada no início de março, a comisão irá abordar casos de pedofilia na cidade.

Para a pastora Fenanda Hernandes, a CIEAB representa o cumprimeno da Palavra de Salmos 133-1: "Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união" . Ela define a confederação como "a visão da união concretizada em atitude". A pastora expôs que a cada café novas lideranças unem-se à CIEAB e que o encontro é mais do que uma diretriz para 2009: "é um partilhar de experiências. Nós temos 26 anos de ministério, somos uma igreja nova, mas tem igrejas mais novas que a nossa, Poder abrir o que você conquistou, com o pioneirismo que o apóstolo tem, e dividir isso com as lideranças e receber o que elas tem, eu acho que é muito importante".

Diretor responsável pela Zona Leste e pelo bairro Cidade Tiradentes, o bispo Cesar Brazil, líder da Comunidade Cristã Internacional Lugar de Vida, apontou que o auxílio da CIEAB toma ainda mais importância para as igrejas atualmente: "Nós temos esse trabalho de intervenção junto a essas lideranças, levando os benefícios das assessorias da CIEAB para essas igrejas, além de dar todo suporte do ponto de vista de informação no momento em que a legislação está tão rigorosa, sobretudo aos evangélicos".

O evento também parabenizou líderes que participaram do curso de "Certificação Apostólica". O bispo e deputado federal Geraldo Tenuta, entregou o certificado, orou e ungiu os formandos.

Louvor

Um dos momentos de louvor que entusiasmou os presentes foi a ministração do grupo Toque no Altar. Rafael Bittencourt, vocalista do grupo, declarou: "Você irá prosperar absurdamente para a frente, para trás, por todos os lados" e cantou "Por todo lado". "Somos livres para dançar na presença do Senhor, dar brados de vitória", falou. As pessoas, de mãos dadas, pulavam e cantavam. Mas uma canção em especial moveu os presentes: "Glória da segunda casa". A letra da música faz referência à passagem de Ageu 2:9 - "A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o SENHOR dos Exércitos...". Muitos que participavam do café, eram membros da Renascer em Cristo e outros compartilhavam do consolo de Deus após o acidente na sede da igreja em 18 de janeiro. Em entrevista ao Guia-me , Bittencourt afirmou que encontros entre membros de diferentes denominações são relevantes para a união do corpo de Cristo: "Não existe avivamento sem que antes haja unidade. Atos 2:42, o médico Lucas declara 'E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações'. Ou seja, não havia necessitados no corpo de Cristo. O que acontece hoje? Nós preferimos os fogos, a parte externa [...] Estar em um evento hoje em que líderes dispõem o seu coração, o seu tempo, o seu ministério, para aprender um pouco do outro, a entender que não sabem tanto assim, que não podem tanto assim, que ainda não chegaram ao máximo da visão, que a igreja deles não é a melhor [...] isso é muito bom. Quando a Igreja se une, as portas do inferno não prevalecem".

Com letras muito conhecidas por evangélicos de diferentes ministérios, as canções de Cassiane também tocaram os presentes, "Este é um encontro de líderes, mas líderes também são liderados. O Senhor mandou eu te dizer: 'Ele não mudou", falou Cassiane.

Palavra da manhã

A manhã foi encerrada com a ministração do apóstolo Estevam Hernandes. O líder falou aos presentes sobre os "desafios de Deus". Ministrando sobre passagens bíblicas de Josué, Hernandes apontou três desafios para o povo de Deus: "sucessão apostólica, ser porta-voz de Deus, e conquistar". Para realizá-los, segundo o apóstolo, é necessário: "não parar de falar no livro da Lei, meditar de dia e de noite, e ter confiança e cuidado com o que está escrito". Ele exemplificou a confiança citando o momento difícil que viveu em janeiro com o acidente na sede da Renascer. "Eu tenho que confiar na Palavra. Aceite os desafios do Senhor. Levante a mão e diga: Eu aceito os desafios do Senhor [...] Se você quer realmente ser revestido hoje como Josué foi em seu ministério venha à frente", disse. O apóstolo finaliou com uma oração por todos os que se achegaram. Evidenciando a comunhão, o encontro terminou com uma grande celebração da Santa Ceia.

Fotos: Getúlio Camargo

veja também