Livro promete trazer à tona antigas polêmicas sobre a vida de Jesus

Livro promete trazer à tona antigas polêmicas sobre a vida de Jesus

Atualizado: Terça-feira, 5 Julho de 2011 as 10:52

O escritor português Soham Jñana, de 51 anos, que vive no Brasil há três anos, pretende lançar no segundo semestre desse ano um livro que promete trazer à tona antigas polêmicas sobre a vida de Jesus Cristo. Depois de viver 30 anos na França, onde dedicou a vida à pesquisa sobre o tema, Soham garante ter provas testemunhais ou circunstanciais de que Cristo não nasceu em Nazaré ou mesmo Belém. Ainda segundo ele, Jesus era de uma família de classe média alta e, ao ser crucificado, deixou uma esposa grávida de três meses.

Conforme Soham, o livro busca recontar a história com base nos próprios evangelhos canônicos e também repor as peças que, como explica, faltavam ao quebra-cabeça. “Quero dar um sentido ao enredo distorcido, repleto de cortes e acréscimos realizados ao longo dos anos, por interesses das ortodoxias dominantes”, diz. Soham garantiu que pretende incluir Porto Velho nas cidades que irá visitar a partir de outubro para lançar a obra.

O judaísmo praticado no primeiro século após o surgimento de Cristo é a base da pesquisa do professor. O livro vai se chamar “Jesus, a Semente”, e promete dar início a uma trilogia, com mais de 100 revelações sobre a vida do Messias. Entre elas, a de que Maria teve um segundo marido depois de José.

Revelações inéditas

Desde dezembro, o autor já divulgou 23 das revelações que irá publicar no livro. Até o lançamento da obra, marcada para 12 de outubro, ele promete chegar a 32 revelações, todas ainda inéditas, baseadas em fatos confrontados a partir de pesquisas em textos bíblicos e documentos diversos. “Essas descobertas desmistificam e questionam o discurso estabelecido por muitos historiadores, teólogos e pesquisadores cúmplices, em maior ou menor grau de consciência, do Jesus da fé, que até hoje prevalece sobre o homem Jesus”, afirma.

Reações contrárias

“Quero com isso repor a verdade sobre a vida do Jesus histórico e mostrar sua autêntica mensagem, que se manteve até hoje oculta”, continua Soham. No livro, ele pretende contar em detalhes o que teria ocorrido com Cristo desde sua concepção até a morte, revelando quem era seu pai biológico e por que Jesus só o conheceu um ano antes de ser crucificado. “Vou apontar os motivos e o proveito de quem realmente o denunciou, explicar porque o túmulo estava vazio e onde o corpo de Jesus foi finalmente sepultado”, completa.

Soham garante que, apesar das informações polêmicas que ferem a crença cristã, não tem sido alvo de protesto por parte de lideranças religiosas. Ao contrário, alguns pastores e ex-padres com quem tem conversado chegam a reconhecer, segundo ele, que é possível que haja novos elementos sobre a vida de Cristo, mesmo 2 mil anos após sua existência. Segundo a jornalista Cleonice Rolim, que trabalha na divulgação do livro, as reações contrárias têm ocorrido apenas por parte de quem chamou de “crentes fanáticos”, que postam comentários ofensivos nos blogs ligados a Soham. “Mas há muitas pessoas com a mente aberta que entendem que há manipulações e interesses a serem defendidos”, completa.

TRILOGIA

O livro, que se chamará “Jesus, a Semente”, é o primeiro de uma trilogia e será lançado no dia 12 de outubro. Na sequência, serão lançados “Jesus, a Árvore” e “Jesus, o Fruto”, fechando o trabalho.

Notícias Cristãs com informações do Diário da Amazônia

veja também