Londres organiza dia de oração pelos cristãos egípcios

Londres organiza dia de oração pelos cristãos egípcios

Atualizado: Segunda-feira, 31 Janeiro de 2011 as 8:19

Um dia de oração dedicado aos cristãos do Egito acontecerá sábado, dia 29 de janeiro, em Londres. O evento será realizado pela britânica organização dos direitos humanos Christian Solidarity Worldwide (CSW, sigla em inglês), junto da United Action, que apoia os cristãos do Egito.

De acordo com uma nota de imprensa da CSW, o evento interdenominacional será dirigido pelo bispo Angaelos, chefe da Igreja Copta do Reino Unido, pelo Dr. Raafat Girgis, um dos maiores especialistas em história do cristianismo no Egito, pelo pastor Wagih Abdelmassih, da igreja evangélica árabe e pelo pastor Ian McCormack, das Assembleias de Deus.

Ibrahim Habib, da União Copta da Grã-Bretanha, e os representantes da CSW discutirão os desafios dos cristãos do Egito. A CSW informou que o início de 2011 foi marcado pela violência religiosa contra os cristãos no Egito, que compõem cerca de dez por cento da população.

O bombardeio na Igreja copta em Alexandria, na véspera de Ano Novo, matou 21 pessoas e feriu 80 outras. Em 11 de janeiro, um cristão de 71 anos foi assassinado, e sua mulher e outras quatro ficaram feridas, quando um atirador abriu fogo em um trem que ia para o Cairo.

Em 2010, seis cristãos coptas foram atacados a tiros quando deixavam a Igreja, após a missa de Natal, dia 6 de janeiro, em Nag Hammadi. Em março, um ataque a uma grande igreja em Marsa Matrouh deixou 24 feridos. Em novembro, uma igreja localizada no bairro de Talibiya, distrito de Giza, foi vítima de violentos protestos, nos quais dois cristãos foram mortos pela polícia de segurança do Estado.

O diretor executivo da CSW, Mervyn Thomas, que falou no dia 09 de janeiro na missa em memória das vítimas dos atentados de Alexandria, disse em um comunicado à imprensa: "Estamos contentes de nos unir com a United Action pelos cristãos do Egito, à União Copta da Grã-Bretanha e aos membros interdenominacionais de igrejas para orar pela paz no Egito. Estamos ansiosos em receber líderes da igreja e especialistas sobre o país para orarem conosco e, assim, nos solidarizarmos com a igreja egípcia."

veja também