Luciano Manga fala sobre a facilidade em julgar o próximo

Luciano Manga fala sobre a facilidade em julgar o próximo

Atualizado: Segunda-feira, 11 Junho de 2012 as 11:36

Luciano Manga, pastor da Vineyard Rio, postou hoje em seu site uma reflexão sobre o ato de julgar.

"Considero apropriado lembrá-lo (a) o que disse a Madre Teresa de Calcutá: 'Se você julgar as pessoas, não terá tempo para amá-las'", escreveu ele.

No texto, Manga, alerta sobre a facilidade que as pessoas têm em julgar umas as outras.

Leia o texto na íntegra:


Porque será que somos tão rápidos em julgar as pessoas? Que facilidade de falarmos mal dos outros. Se alguém tem um  comportamento que desaprovo ou se vejo alguma falta a “ engenharia da condenação” (termo usado por Dallas Willard) entra em ação.

Queremos colocar as pessoas na linha e com isso utilizamos a repreensão verbal ou um julgamento punitivo.

Podemos corrigir as pessoas, porém com atitudes que sejam frutos de um coração amoroso e servo.

Considero apropriado lembrá-lo (a) o que disse a Madre Teresa de Calcutá: “ Se você julgar as pessoas, não terá tempo para amá-las”.

Convido(a) a ter um coração diferente quando ver alguém errando ou agindo de uma maneira que desaprove. Deixe de ser menos egoístas.

James Bryan Smith escreveu que: “ao julgar os outros demonstramos, na verdade, que nos importamos  mais conosco do que com a pessoa que estamos julgando” 

Pense nisso!

“ Não julguém, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês” - Mateus 7:1

veja também