Luteranos batalham contra a AIDS e dívida externa

Luteranos batalham contra a AIDS e dívida externa

Atualizado: Segunda-feira, 19 Abril de 2010 as 12

Luteranos da América Latina e do Caribe assumiram o compromisso de aprofundar a luta e resistência ao avanço da Aids, às mudanças climáticas e ao flagelo da dívida externa ilegítima, que ''tira o pão de cada dia de milhões de pessoas no mundo''.

O compromisso consta na mensagem da Pré-Assembléia das Igrejas Latino-Americanas e Caribenhas filiadas à Federação Luterana Mundial (FLM), reunida desde 12 de abril em Bogotá e encerrada hoje, com a certeza de que os últimos anos têm sido de crescimento na unidade e nos desafios comuns na Comunhão dessa família confessional.

A mensagem final, aprovada nesta manhã, lembra que a realidade latino-americana e caribenha está estreitamente vinculada à história de seus povos, que se caracterizava por colonização, escravidão, dependência, ditadura e economias debilitadas.

''Reconhecemos que o texto-lema  que nos convoca - O pão nosso de cada dia nos dá hoje - não é uma oração de intercessão  ensinada por Jesus a seus discípulos e discípulas, mas uma oração que implica reflexão e compromisso comunitário'', diz o texto da mensagem.

Na avaliação dos luteranos, o conflito armado, a falta de balanço de gênero e de visibilidade de pessoas jovens na sociedade, a injustiça nas questões de alimentação e suas implicações e a destruição ambiental também são flagelos que se abatem sobre a humanidade.

A mensagem destaca, ainda, que o tema da Pré-Assembléia é um grito da terra latino-americana e caribenha, terra empobrecida, transgredida e com fome de justiça alimentar, ecológica e de gênero.

''Neste contexto, o pão se traduz na inclusão e hospitalidade em comunidades que oram e denunciam que o acesso ao pão digno e justo está ameaçado pelas desigualdades em nosso contexto. Orar o Pai Nosso é buscar justiça  e reconciliação para toda a criação, pedindo pelo pão que se encarna e dignifica a vida''.

A Pré-Assembléia indicou os membros da região para o novo Conselho da FLM e os candidatos para postos de assessoria nos diferentes comitês do organismo ecumênico. A bispa Gloria Rojas, da Igreja do Chile, foi indicada para uma das vice-presidências do organismo ecumênico internacional.

No culto de celebração final, um desafio: ''A parábola do rico insensato é uma advertência às nações e também para os indivíduos que armazenam os recursos de Deus em silos, depósitos e celeiros, quando deveriam depositar esses recursos nos estômagos das pessoas pobres''.

Por Heitor Meurer

veja também