Mackenzie demite professor que ameaçou dar voz de prisão à aluna

Mackenzie demite professor que ameaçou dar voz de prisão à aluna

Atualizado: Sexta-feira, 2 Setembro de 2011 as 8:37

Benedito Guimarães Aguiar Neto, reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, disse que afastou o professor de direito Paulo Marco Ferreira Lima (foto) por ter ameaçada na sexta-feira dar voz de prisão a uma aluna que questionou o seu método de ensino.

Ele disse que, no caso, a Mackenzie está agindo com com “todo o rigor institucional” e que o professor se excedeu. Lima é também procurador de Justiça do Ministério Público de São Paulo.

O reitor afirmou que a universidade rechaça qualquer forma de comportamento autoritário por parte de seus funcionários. Acrescentou que a autoridade de um procurador de Justiça deve ser exercida fora da universidade, não dentro.

O irmão de Lima, o também professor e procurador de Justiça Marco Antonio Ferreira, escreveu no Facebook que a estudante foi racista porque disse que “preto não pode dar aula no Mackenzie” e que nem “pode ter poder”.

Em depoimento à universidade, a estudante do 5º semestre noturno, identificada como Tatiana, negou que tenha feito as declarações racistas. Ela foi transferida de turma.

A Corregedoria do Ministério Público anunciou que vai analisar a atitude do professor Paulo Lima.

Com informação da Universia.

veja também