Madeira apreendida no Amazonas vai para igrejas e associações locais

Madeira apreendida no Amazonas vai para igrejas e associações locais

Atualizado: Segunda-feira, 9 Novembro de 2009 as 12

Madeira apreendida no Amazonas vai para igrejas e associações locaisO ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou que foram apreendidos 160 caminhões de madeira, na vila de Santo Antônio de Manicoré, no sul do Amazonas.

A apreensão foi feita como parte de ação fiscalizatória realizada pela Operação Kaaetè II, coordenada pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis).

Comunicado do Ministério do Meio Ambiente divulgado nesta sexta-feira (6) diz que os mais de 1.600 metros cúbicos de madeira apreendida foram doados a oito instituições e associações locais, sendo 1.386 metros cúbicos de madeira em tora e 215 metros cúbicos de madeira serrada.

A madeira apreendida vai beneficiar diretamente 8.700 habitantes que residem na vila de Santo Antônio, divulgou o ministério.

Ela será utilizada nas construções de duas igrejas: pentecostal Unidos em Cristo e Assembléia de Deus no Amazonas.

Também será usada na sede de quatro associações: das Mulheres de Santo Antônio de Matupi; de Pais em Defesa da Cidadania; dos Produtores Rurais e Pecuaristas do Matupi; do Produtor Rural da Comunidade Agrícola São João Batista, e também na construção de posto policial da BR-230.

A região onde foi apreendida a madeira está localizada, segundo Minc, em área de grande pressão de ocupação em consequência da expectativa de asfalto da BR-319.

A operação foi coordenada por fiscais do Ibama, com a participação da Polícia Federal e da Agência Brasileira de Informações (Abin).

veja também