Mãe clama pela libertação de seu filho, preso injustamente há 4 anos no Paquistão

Enquanto Billo Bibi clama pela liberdade de seu filho, ela precisa cuidar de seu esposo que adquiriu complicações respiratórias.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sábado, 17 Março de 2018 as 11:10

Billo Bibi e seu esposo aguardam por novidades do filho preso. (Foto: ucanews).
Billo Bibi e seu esposo aguardam por novidades do filho preso. (Foto: ucanews).

Os pais de um homem de 30 anos, que foi condenado à morte acusado de blasfêmia continuam a clamar por sua libertação. Billo Bibi, a mãe de Masih, disse em à ucanews na última quarta-feira (14) que seu filho, pai de três crianças, está na prisão central de Faisalabad aguardando apelo contra a sentença de morte que recebeu em 2014.

Masih foi condenado por insultar o profeta islâmico Maomé enquanto dialogava com um amigo muçulmano em 2013. Tal fato fez com que uma multidão com cerca de mil pessoas incendiasse sua casa. Além disso, foram destruídas 116 casas e duas igrejas.

"Eu costumava chamá-lo de Buri. Ainda oramos por sua libertação. Meu marido idoso desenvolveu complicações respiratórias desde sua prisão. Ele não fala mais. Minha nora agora mora com seus pais", disse Bibi.

"As autoridades da prisão estão planejando mudar Masih para Sahiwal. Viajar para outra cidade já era difícil. Agora eles estão mandando ele para mais longe ainda", acrescentou.

Os líderes cristãos da Igreja do Paquistão marcaram o aniversário do ataque ao participar de encontros, enquanto Rawadari Tehreek, um movimento de promoção do pluralismo, realizou uma greve de fome em frente à Assembleia de Punjab.

Os grupos de vigilância da perseguição, como a International Christian Concern e a Associação Cristã Paquistanesa Britânica, advertiram que, há muitos anos, os cristãos são alvo de leis de blasfêmia como forma de resolver problemas pessoais e falsamente acusá-los de insultar o Islã.

O caso de Asia Bibi

Os acusados ​​de blasfêmia foram presos e até colocados no corredor da morte, enquanto as multidões radicais incendiaram casas e mataram seguidores de Cristo. Um dos casos mais famosos que continua a atrair a atenção internacional diz respeito Asia Bibi, que desde novembro de 2010 está no corredor da morte, depois de ser acusada por colegas muçulmanos de insultar sua fé.

Apesar de vários apelos e audiências, o destino da Ásia Bibi na prisão permanece incerto. As principais organizações internacionais, como a União Européia, falaram no caso da Ásia Bibi e ameaçaram impor grandes consequências econômicas para o Paquistão, a menos que concordem em libertar a cristã.

veja também