Maior campanha de fé da Igreja Universal converte milhões de pessoas

Maior campanha de fé da Igreja Universal converte milhões de pessoas

Atualizado: Terça-feira, 19 Julho de 2011 as 2:55

O último domingo (17) marcou o encerramento da Fogueira Santa de Israel em todo o mundo, quando milhões de pessoas depositaram os votos e petições no altar de Deus. Em São Paulo, a reunião das 9h30, no Cenáculo de Santo Amaro, foi realizada pelo bispo Edir Macedo que enfatizou a necessidade de a pessoa identificar os inimigos, isto é, os causadores dos males que a aflige, a fim de se defender e, assim, alcançar as promessas divinas.

Na ocasião, o bispo explicou a origem desses males e, utilizando a Bíblia no livro de Gênesis, capítulo 1, versículo 26 , enfatizou a autoridade que foi concedida ao ser humano sobre tudo e a todos, inclusive, sobre essas forças espirituais malignas. Contudo, ressaltou o bispo, entre aquilo que Deus prometeu para as nossas vidas e a materialização do que almejamos, há um caminho a percorrer, já que as promessas de Deus não acontecem automaticamente.

“E isso é resolvido no altar, quando a pessoa faz uma aliança com Deus e se entrega de corpo, alma e espírito a Ele”, orientou o bispo, convidando, em seguida, os que ainda não haviam tomado essa decisão e desejavam entregar-se, orando por todos.

Foi essa mesma aliança que mudou completamente a vida do comerciante Mário Santos Costa, de 51 anos, que antes de chegar à Igreja viveu durante 12 anos nas ruas, como mendigo. “Apesar de morar em uma praça quase em frente à antiga sede da Igreja Universal, na cidade de Santos, litoral paulista, não queria saber de nada. Um dia, porém, entrei para beber um pouco de água e acabei assistindo à reunião. Eu estava um caco, sem nenhuma esperança de vida, inclusive, cheguei numa época de Fogueira Santa. Ouvindo a Palavra, aprendi a usar a minha fé, porém, a mudança não aconteceu de uma hora para a outra, tive de perseverar, foi uma guerra. Hoje, a minha vida é outra, me libertei das drogas e, diferentemente do passado, desfruto de uma vida transformada”, resumiu Mário, que hoje é comerciante na região portuária de Santos.

veja também