Mais de 50 mil cristãos em manifestação na Índia

Mais de 50 mil cristãos em manifestação na Índia

Atualizado: Quinta-feira, 24 Fevereiro de 2011 as 1:30

Mais de 50 mil cristãos manifestaram no último domingo, em Mangalore, no Estado indiano de Karnataka, contra o Relatório da Comissão Somasekha sobre os ataques contra dezenas de igrejas em 2008. Os manifestantes marcharam em silêncio, vestidos de preto e com a boca coberta por uma mordaça, para expor a falsidade de um Relatório que - dizem – escondem os verdadeiros responsáveis pelas violências anti-cristãs. Também alguns bispos participaram da manifestação. Eis o que disse à Rádio Vaticano o Arcebispo de Bangalore, capital do Estado de Karnataka, Dom Bernard Blasius Moras.

“No dia 28 de janeiro de 2011 foi divulgado o Relatório final da Comissão que tinha sido anteriormente apresentado ao governador de Karnataka. Para nosso espanto, o Relatório é absolutamente hostil à comunidade cristã enquanto absolveu de qualquer responsabilidade o governo estadual, o partido no poder, o BJP (Bharatiya Janata Party), os grupos fundamentalistas como o Bajrang Dal, e até mesmo a polícia, que fora acusada no Relatório preliminar.

Além disso, eles ainda acusaran os cristãos de serem eles mesmos os autores destes ataques, e fizeram acusações de conversões em larga escala, apesar de afirmar que a Igreja Católica não faz proselitismo: procuram assim um modo de dividir a fé católica das outras confissões cristãs”.

“O Relatório – continuou o arcebispo - pede também que estes grupos cristãos sejam colocados sob o controle do governo, e há sinais de esteja em preparação uma lei anti-conversão. Deseja também que os fundos e as doações provenientes do exterior sejam administradas pelo governo, e se sugere a criação de um cadastro das religiões. Tudo isso é muito, muito anti-cristão e contra a religião”.  

veja também