Mais de 9 mil jovens vencem o frio e comparecem ao 6º Jubrac, em SP

Mais de 9 mil jovens vencem o frio e comparecem ao 6º Jubrac, em SP

Atualizado: Terça-feira, 19 Maio de 2009 as 12

Por João Neto O frio da noite do último sábado, 16 de maio, não foi suficiente para desanimar os mais de 9 mil jovens que compareceram ao sexto Jubrac, no parque de diversões Playcenter, na cidade de São Paulo (SP). Além de jovens que já conheciam o projeto da Igreja O Brasil para Cristo, muitos dos que foram para o Parque esperando por diversão depararam-se com a variada programação, que envolveu a participação de nomes como o ministério de teatro Jeová Nissi, o grupo de rap Ao Cubo e o som pesado do roqueiro PG, acompanhado de impactantes ministrações como a do próprio cantor e do Pastor Lucena, líder da Comunidade organizadora do evento.

Em entrevista ao Guia-me, o líder do ministério de teatro Jeová Nissi, Caíque Oliveira assumiu ter se sentido desafiado ao se apresentar com seu grupo em uma programação como a do último sábado. Único grupo de teatro entre as apresentações esperadas, o grupo de artes cênicas surpreendeu a muitos que compareceram ao local para assistir a shows de música ou simplesmente se divertir nos brinquedos do parque. ''É um desafio. É outra expectativa que os jovens têm ao vir para cá e nós apresentamos uma peça de uma hora e meia de duração e pessoal ali, de pé. Mas graças a Deus, foi maravilhoso e Deus honrou demais. Nós pudemos ver pessoas sendo libertas, transformadas. Para mim foi uma experiência única. É louco. Isso tudo dentro de um parque. Eu vim aqui há vinte anos e de repente eu venho aqui de novo para ministrar sobre o povo. É bênção!'', comemorou o ator, que representou o trecho de uma das peças do Ministério, na qual o personagem diabo fala sobre as armas por ele usadas contra os cristãos.

Interatividade

"Flores!". Foi essa a resposta que os jovens presentes na programação do último sábado gritaram ao assistir a atuação de Caíque. Durante a encenação, o personagem representado por Caíque alerta para que as pessoas prestem atenção em seus erros, pois quem não se reconciliar com Deus recebe flores do diabo no dia de seu funeral. A chamada de atenção em forma de ilustração ficou conhecida entre aqueles que assistiram às encenações do grupo. O líder do Ministério assumiu que não esperava uma resposta tão forte por parte dos jovens naquela tarde. ''Geralmente nas igrejas o pessoal não responde muito. Eles começam a falar o 'flores' lá pela quarta vez, mas aqui o povo já deu um grito. É bom que o povo entendeu o que estava acontecendo, para desmascarar as obras do diabo'', lembrou.

Apoiando a idéia de interatividade com juventude, o grupo Ao Cubo não deixou de mostrar o seu apoio ao evento. Um dos integrantes da formação, o rapper Feijão, afirmou que não há restrições quanto ao local para que eles se apresentem.''Cultura, lazer, diversão, entretenimento, tudo isso faz parte. Música é cultura e é arte. A gente tem que estar nesses lugares mesmo, inserindo-se na sociedade. Seja dentro da comunidade ou em parques, como hoje'', afirmou.

Salvação

Se fazendo presente não só com sua música, mas também com palavras de impactos para os jovens, o roqueiro PG lembrou a todos os que estavam no evento que não se preocupassem com o frio daquela noite, pois ''o Espírito Santo de Deus já tinha começado a aquecer os corações de todos''. ''Isto não é só uma frase de efeito para entreter vocês não. É verdade mesmo. Quando o Espírito Santo nos invade, realmente se acende uma chama dentro de nós'', afirmou.

PG se manteve ''transparente'' para seu público durante toda a sua apresentação. Como já é do conhecimento de todos os que acompanham a carreira do cantor, a sinceridade e espontaneidade características do músico conduzem sua performance durante seus shows. O roqueiro tocou músicas conhecidas de seu álbum ''Eu Sou Livre'', porém não se esqueceu de abrir a Bíblia e falar sobre o plano de salvação para todos os que pudessem ouvi-lo e também chamou a atenção dos jovens já convertidos ao Evangelho, para que atentassem à necessidade da pregação do evangelho pelo mundo. ''Você não precisa esperar ser um grande pastor ou entrar em algum ministério importante da sua igreja. A hora é agora'', alertou. Um apelo ao final de sua participação levou dezenas de jovens a optarem pela salvação em Jesus Cristo naquela noite.

Em entrevista exclusiva, cedida ao final do evento, PG falou sobre a inevitável sensação de ter correspondido ao ''ide'' ordenado por Jesus. ''O resultado é de bênção e de dever cumprido. Não pelo lado profissional, mas de ver se cumprir o nosso dever como cristão, em amor. Nós devemos, em amor, pregar o evangelho e eu vi isso hoje acontecendo. Nós fizemos com amor e vimos vidas sendo restauradas. Vidas que, de repente, não teriam uma outra oportunidade, hoje entregaram suas vidas e entenderam que a salvação só existe através de Cristo'', comemorou.

Seis anos

Líder da Igreja O Brasil para Cristo, o Pastor Lucena ministrou aos jovens que comparaceram ao parque no último sábado e também falou ao Guia-me sobre a satisfação de ver o êxito que o Jubrac tem alcançado, promovendo eventos como o do último dia 16. Falando sobre o surgimento da idéia de realizar a programação no conhecido parque de diversões da cidade de São Paulo, Lucena lembrou a intenção estratégica desta decisão. ''Nós temos uma juventude muito grande no estado de São Paulo. São dezenas de milhares de jovens, que se chamam JUBRAC (Juventude Unida da igreja O Brasil para Cristo) e eles decidiram: 'queremos um local que tenha o nosso jeito, a nossa cara, que não seja um templo convencional, um local não-convencional, onde as pessoas possam passar um dia à vontade, se divertindo, brincando, relacionando-se e nós possamos parar em alguns momentos para ter um show evangelístico, uma ministração da palavra de Deus, abrir a Bíblia com essa juventude e dar uma olhada nos princípios, naquilo que a palavra de Deus fala, naquilo que pode ser uma direção para a vida destes jovens'. Assim veio a idéia do PlayCenter'', relatou.

veja também