Mais de 90% dos representantes do novo Congresso dos EUA se declaram cristãos

Embora o Congresso permaneça predominantemente cristão e de maioria protestante, é mais religiosamente diverso do que era na década de 1960 e 70

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: terça-feira, 6 de janeiro de 2015 16:18
Congresso Nacional dos Estados Unidos
Congresso Nacional dos Estados Unidos

O 114º Congresso norte-americano, que será empossado nesta terça-feira (06), tem se apresentado "fortemente religioso" em sua composição. Segundo um estudo realizado pelo Pew Research Center. aproximadamente 92% dos representantes identificam-se como cristãos, o que é quase 20% mais que a população em geral, enquanto apenas um membro afirmou não ter nenhuma religião.

O instituto de pesquisa "Pew" publicou os resultados de seu último estudo na segunda-feira, e incluiu um quadro, no qual faz uma comparação entre fatores como religião e a composição dos membros do Congresso, em oposição à população em geral dos Estados Unidos.

A pesquisa consultou todos os 491 membros do Congresso, e constatou que 57,2% se identificam como protestantes - mais do que os 49% do público norte-americano. Outros 164 membros ou 30,7% dos parlamentares identificaram-se como católicos romanos, em comparação com 22%. Além disso, 5,2% do Congresso é judeu, enquanto apenas 2% dos norte-americanos responderam o mesmo.

Enquanto nove representantes se recusaram a responder a pesquisa, apenas um deles - Rep. Kyrsten Sinema, do Arizona, ou 0,2% do Congresso, selecionou a opção de não afiliado a nenhuma religião. O Intituto Pew descobriu que, tanto quanto 20% dos norte-americanos, por outro lado, não são afiliados a nenhuma religião.

Outras pesquisas nacionais, tais como estatísticas publicadas pelo Gallup, colocam o número de norte-americanos sem uma religião ligeiramente mais baixa em 2014, com 16%.

Alguns observadores ateus, como o blog "The Friendly Atheist" ("O Ateísta Amigável"), sugeriram que há mais membros não filiados a nenhuma religião no Congresso, mas "eles não se atrevem a dizê-lo, porque seria um suicídio político se considerar o lugar de onde eles vêm".

As descobertas do "Pew" para a composição religiosa deste novo Congresso são semelhantes ao Congresso anterior, quando 90% representantes se afirmaram cristãos.

Houve também relações notáveis com relação à religião entre os membros de partidos difrentes. Enquanto 81,6% dos democratas disseram que eles são cristãos, um total de 99,7% dos republicanos disseram o mesmo - com apenas um único republicano identificando-se como judeu.

O instituto observou que sete membros do Congresso, todos na Câmara dos Deputados, são ministros religiosos ordenados - quatro republicanos e três democratas.

"Embora o Congresso permaneça predominantemente cristão e de maioria protestante, é mais religiosamente diverso do que era na década de 1960 e 70", disse a pesquisa.

"Comparando este novo Congresso com o 87º (1961-1962), por exemplo, a participação dos protestantes é mais baixa por 18 pontos percentuais, enquanto a percentagem de católicos é de até 12 pontos. O percentual de membros judeus no Congresso é de até 3 pontos".

Em novembro, os republicanos assumiram o controle tanto da Câmara dos Deputados, como no Senado, ganhando maioria em ambas as câmaras do Congresso.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições