Mais do que saber para onde ir, importa saber como andar

Mais do que saber para onde ir, importa saber como andar

Atualizado: Terça-feira, 29 Janeiro de 2013 as 8:49

 

Leitura Bíblica: Salmo 25.4-5
 
Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você (Sl 32.8).
 
É natural desejarmos encontrar um alvo de valor para a vida e um modo certo de viver. Se nos entregarmos à direção de Deus, poderemos sossegar, porque o alvo Deus conhece e, mesmo sem poder enxergá?lo, poderemos assim caminhar seguros passo a passo. A leitura e o versículo em destaque de hoje nos encaminham nesta questão.
 
A poetisa alemã Hedwig von Redern expressou tudo isso tão bem em dois dos seus poemas que vou tomar a liberdade de reproduzi?los aqui em tradução livre. O primeiro fala do caminho a percorrer: “Ainda que eu não conheça o caminho, tu o conheces bem. Isso aquieta e pacifica a alma. Afinal, é vão que ansiosamente me esforce e que o meu coração palpite assustado a toda hora. Tu conheces o caminho para mim, tu sabes o tempo, teu plano já está pronto e disponível. 
 
caminhar
 
Louvo?te pelo poder do teu amor e exalto a graça que me restaurou. Tu sabes de onde o vento sopra com tanto furor e o dominas; nunca chegas atrasado. Por isso espero tranquilo porque a tua palavra é livre de engano: tu conheces o caminho para mim e isso basta”.
 
No segundo poema, ela percorre o caminho na confiança de que Deus estará no controle de tudo. Lembra o versículo em destaque no qual, conforme outra versão bíblica, está escrito: 
 
“Guiarte-ei com os meus olhos” (ARC): “Toma aqui as minhas duas mãos: com minhas forças nada posso fazer. Tu conheces o caminho, tu conheces o fim, leva?me através da terra estranha. Guia?me com os teus olhos em cada passo pelo vale escuro! Mil vezes percebo todo dia a insuficiência das minhas forças. Eu precisaria desanimar de medo se não soubesse que vais comigo, que os teus ombros carregam o meu fardo e que na luta me sustentas. Só peço que me envolvas até o fim em tua misericórdia. Eis aqui as minhas duas mãos: agora faze comigo o que quiseres”. – RK
 

veja também