Mais uma vez o tempo...

Mais uma vez o tempo...

Atualizado: Segunda-feira, 25 Novembro de 2013 as 10:02

tempoGostaria de tratar de uma dificuldade que certas pessoas têm em relação à ideia da oração. Certa pessoa se expressou nos seguintes termos: “Tudo bem, posso até acreditar em Deus; o que não aceito é a ideia de que ele seja capaz de atender centenas de milhões de pessoas que o invocam ao mesmo tempo”. E descobri que muitas pessoas pensam assim.
 
Agora, a primeira coisa a se observar é que o conflito está nas palavras “ao mesmo tempo”. A maioria de nós só consegue imaginar Deus atendendo a qualquer número de requerentes se eles vierem um de cada vez e se Deus tiver um tempo infinito para dedicar-se a eles. Portanto, o que realmente se encontra no âmago dessa dificuldade é a ideia de que Deus tenha de fazer coisas demais, em um só instante do tempo.
 
Bem, é isso que acontece conosco. Nossa vida transcorre de momento em momento. O momento presente desaparece antes que o outro chegue: e há pouco espaço para cada etapa. O tempo é assim. E é claro que você e eu tendemos a ter por certo que essa série de tempos — esse arranjo de passado, presente e futuro — não é simplesmente a forma como a vida é, mas a forma como todas as coisas de fato existem. Tendemos a pressupor que todo o universo e o próprio Deus estão o tempo todo se movendo do passado para o futuro, assim como fazemos.
 
 
- C. S. Lewis
>> Retirado de Um Ano com C. S. Lewis

veja também