Malafaia comenta beijo lésbico para afrontar Feliciano em culto

Malafaia comenta beijo lésbico para afrontar Feliciano em culto evangélico

Atualizado: Sexta-feira, 20 Setembro de 2013 as 7:52

O caso das duas jovens que foram detidas por se beijarem no culto evangélico em que Marco Feliciano participava, em São Sebastião, tem causado polêmica.
 
Um vídeo do momento do beijofoi divulgado, e só confirmou que o ato das jovens foi realmente para afrontar o pastor, já que o beijo foi dado apenas quando ele subiu no palco e elas foram subiram nos ombros de dois amigos para que fossem vistas.
 
No site Verdade Gospel, o pastor Silas Malafaia comentou a vergonhosa situação. Confira:
 
lésbicas detidasCada vez mais fica provado o que o ativismo gay quer: privilégios para fazerem e falarem o que bem desejarem contra qualquer um que se levante contra suas práticas e ao mesmo tempo se protegerem para que tenham imunidade sobre o que bem entenderem fazer. E o que me espanta é ver a imprensa a favor desses absurdos, num tremendo preconceito em relação à religiosidade.
 
Essas duas lésbicas mereciam ir para a cadeia porque cometeram dois crimes. Um, contra a lei maior, a Constituição Brasileira, que no artigo 5º, no inciso 6 diz: “É INVIOLÁVEL A LIBERDADE DE CONSCIÊNCIA E DE CRENÇA, SENDO ASSEGURADO O LIVRE EXERCÍCIO DOS CULTOS RELIGIOSOS E GARANTIDA, NA FORMA DA LEI, A PROTEÇÃO AOS LOCAIS DE CULTO E SUAS LITURGIAS”. Veja que a lei não fala do templo, mas do lugar do culto, no caso, a prefeitura cedeu a praça para realização do culto, portanto, o local não pode ser violado.
 
O segundo crime é contra o artigo 208 do Código Penal, que prevê de um mês a um ano de cadeia e multa por quem perturba ou escarnece de culto religioso. Isto é apenas um pequeno sinal do que eles desejam impor à sociedade e o que eu lamento é que ainda tem muitos pastores e cristãos que estão na cegueira espiritual e não conseguem ver a trama diabólica para nos obrigar a aceitar suas práticas. A coisa é mais feia do que a gente pensa! ACORDA, POVO DE DEUS! ACORDEM, CIDADÃOS DE BEM DO BRASIL!
 

veja também