Malafaia critica STF: "Agora poderá haver marcha a favor da pedofilia"

Malafaia critica STF: "Agora poderá haver marcha a favor da pedofilia"

Atualizado: Segunda-feira, 27 Junho de 2011 as 9:35

O pastor Silas Malafaia da Assembleia de Deus, subdenominação Vitória em Cristo, disse durante a Marcha para Jesus, em São Paulo, que o STF (Supremo Tribunal Federal) rasgou a Constituição ao aprovar a união estável entre gays e liberar a Marcha da Maconha.

“Se amanhã alguém quiser fazer a marcha a favor da pedofilia, vai pode fazer", afirmou.

Malafaia tem liderado a reação dos evangélicos mais conservadores contra os gays em sua campanha por direitos de igualdade.

Em maio de 2010, durante uma audiência pública, o pastor afirmou que, se o STF aprovasse a união gay, “tudo o que se imagina” poderá ter o respaldo da lei, incluindo a “relação [sexual] com cachorro.” O Ministério Público abriu inquérito para verificar se ele teve intenção homofóbica ao fazer essas afirmações.

Hoje, Malafaia disse que “nós [religiosos] estamos querendo fundar o Estado evangélico." Mas disse que os evangélicos vão continuar votando contra “governador, prefeito e presidente que forem contra a família”.

A bispa Sônia, da Igreja Renascer, também presente na Marcha para Jesus, fez alusão ao poder divino. "Meu Deus é o dono do ouro e da prata. Enquanto meu Deus age, ninguém pode impedir."

Organizadores disseram que 5 milhões de pessoas participaram da marcha, mas a Polícia Militar informou que no máximo o comparecimento foi de 1 milhão.

Via Paulopes Weblog

veja também