Manipulação política da religião causa violência, diz Vaticano

Manipulação política da religião causa violência, diz Vaticano

Atualizado: Sexta-feira, 27 Agosto de 2010 as 11:03

Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso assinalou nesta sexta a "manipulação da religião com fins políticos ou de outro tipo" como uma das causas da violência entre fiéis de diferentes religiões.

Esta é uma das conclusões incluídas na mensagem do presidente deste órgão, Jean-Louis Cardinale, sob o título "Cristãos e muçulmanos: juntos para vencer a violência entre fiéis de religiões diferentes", e divulgado hoje pelo Vaticano por causa do fim do Ramadã.

"A discriminação por questões de raça ou de identidade religiosa, a divisão e as tensões sociais são outras das causas da violência entre religiões, segundo Cardinale, que pediu a contribuição das autoridades civis e religiosas para remediar estas situações.

"A ignorância, a pobreza, o subdesenvolvimento e a injustiça são causas diretas ou indiretas de violência não só entre comunidades religiosas mas também no interior destas", acrescentou Cardinale.

Frente a uma questão que o Conselho considerou "de grande atualidade na sociedade", o documento destacou a importância de uma formação religiosa "objetiva" entre as gerações jovens e a necessidade de uma "educação baseada no respeito, no diálogo e na irmandade nos diferentes espaços educativos: em casa, no colégio, na igreja e na mesquita".

O Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso pediu também o "perdão" e a "reconciliação" para uma convivência pacífica, para se "reconhecer e respeitar a dignidade e os direitos de todo ser humano, sem distinção sobre raça ou religião, e a promulgar leis que garantam a igualdade entre todos".

veja também