Marcelinho Carioca acredita que religião atrapalhou sua trajetória na seleção brasileira

Jogador afirma que religião o tirou de Copa do Mundo

Atualizado: Sexta-feira, 7 Dezembro de 2012 as 7:39

Em entrevista ao programa esportivo Papo Reto do portal UOL, o jogador de futebol Marcelinho Carioca afirmou ao apresentador que o fato de ser envolvido com a religião atrapalhou sua trajetória na seleção brasileira. 

 
"(Fui injustiçado) nas Copas de 94, 98 e 2002. (...) Eu deixei muita gente confusa, pois as pessoas achavam que ou eu era maluco, ou marqueteiro, ou falso. Eu falava de evangelho, de religião, colocava faixinha na cabeça, e em campo meu comportamento era diferente. Mas fora ninguém tem uma p.... para falar de mim. Como pai, como filho, etc", desabafou o ex-jogador, hoje com 40 anos.
 
Na conversa o ex-jogador do Corithians revelou também uma outra história curiosa. Pouco antes da primeira partida da final do Brasileiro de 1999, contra o Atlético-MG, um pastor próximo a ele revelou que tinha sonhado com a expulsão do meia no jogo, e pediu que o jogador ficasse 'mudo' em campo. Marcelinho 'obedeceu' e o time sentiu falta da vibração do camisa 7. No vestiário, Vampeta, líder do grupo, tentou conversar e descobrir o que estava acontecendo. O Pé-De-Anjo revelou apenas no jantar após a partida o sonho que o pastor tinha tido e que o assustou.
 
Assista a entrevista aqui
 
Com informações do UOL

veja também