Marco Feliciano: "Precisamos de cristãos que não neguem sua fé"

Marco Feliciano: "Precisamos de cristãos que não neguem sua fé"

Atualizado: Sexta-feira, 31 Janeiro de 2014 as 4:03

Marco Feliciano: "Precisamos de cristãos que não neguem sua fé"Ver o resultado da perseverança. Este foi um dos principais motivos citados por Marco Feliciano como fatores que o ajudam a continuar com que ele mesmo classificou como uma luta em defesa da família, dos bons costumes e da moral.
 
Recentemente, Feliciano tem se tornado uma figura admirada por muitos e odiada por outros. Sua luta contra propostas como o PL 122, legalização do aborto e sátiras que envolvem o cristianismo - como no caso da produtora "Porta dos Fundos" - tem dividido muitas opiniões pelo Brasil.
 
Em entrevista exclusiva ao Portal Guiame, o deputado e pastor falou sobre sua pré-candidatura ao senado, o apoio recebido de Silas Malafaia, o "fim" do PL 122 e a importância do envolvimento de cristãos na política nacional.
 
Confira abaixo a entrevista na íntegra:
 
Portal Guiame: Muitas de suas declarações e protestos - seja sobre a militância LGBT ou sobre grupos como o "Porta dos Fundos" - são repudiadas por diversos internautas. Porém você sempre diz que não vai desanimar. O que te serve como maior estímulo para não se intimidar diante destas reações do povo?
 
Pr. Marco Feliciano: Com todo respeito aos internautas do bem, existe uma militância idiotizada na mídia social, que não lê, não se intera dos assuntos e vive para "trolar"... alguns são pagos para isso, e é exatamente por isso que ignoro os tais. Meu estímulo vem das outras milhares de pessoas que me parabenizam pela luta em defesa da família, dos bons costumes e da moral. Além disso, é claro, ver o resultado da perseverança, afinal para quem em março de 2013 estava sendo "linchado" pela mídia, e em novembro do mesmo ano a mesma midia me eleger uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil, isto é impagável!
 
Guiame: Tem-se falado ultimamente sobre uma possível candidatura sua ao senado de São Paulo. Esta ação realmente faz parte dos teus planos políticos para 2014?
 
Marco Feliciano: Almejo o Senado. Temos poucos senadores comprometidos com nossa causa. Acredito que se lá estivesse, seria um reforço. Ser senador pelo estado de São Paulo mostraria a força conservadora. Ainda estou estudando a possibilidade. Meu partido, o PSC me concede a legenda, e isto ja é uma vitória. Preciso de apoio, pois é apenas uma vaga. Será preciso mais de 9 milhões de votos. Estou em oração.
 
Guiame: Recentemente o Pr. Silas Malafaia expressou publicamente o apoio dele à sua candidatura como senador de SP. Como você reagiu ao saber de tal declaração? De alguma forma, este apoio era esperado por você?
 
Marco Feliciano: Fiquei lisonjeado. Ele é um líder e grande formador de opinião. Já havíamos falado sobre este assunto antes, mas não demos sequência, e ler no blog da Veja que ele me apoiaria, reacendeu o projeto. 
 
Guiame: O PLC 122 foi barrado no senado e agora será discutido como parte do código penal brasileiro. Que implicações estas mudanças trazem a esta proposta?
 
Marco Feliciano: Após uma hercúlea batalha travada, o PLC 122 foi apensado ao Novo Código Penal. O relator do projeto sofreu uma grande pressão por parte da militância cristã brasileira e desconstruiu os eufemismos que davam interpretação dúbia sobre os assuntos da homossexualidade, todavia temos de aguardar a votação da redação final.
 
Guiame: De que forma os cristãos podem fazer a diferença na política sem que isto se associe a qualquer tipo de desonestidade?
 
Marco Feliciano: Precisamos como igreja mostrar nosso descontentamento com as atitudes do atual governo que nos fez promessas (aborto por exemplo) e não cumpriu, nas urnas, através do nosso voto. Os membros devem observar o que seus pastores farão durante a campanha eleitoral, se estão negociando a instituição, se estão comercializando o rebanho a troco de benefícios próprios. Precisamos eleger mais cristãos, mas não basta que sejam cristãos... precisam ser cristãos militantes, que não neguem sua fé diante dos assuntos polêmicos, diante da mídia ou que tenham seu partido político acima das suas convicções de fé. Precisamos de políticos com posicionamento! Peço oração a toda igreja brasileira e a igreja paulista. Além da oração, peço um voto de confiança, pois já sou pré-candidato, embora não definido ainda se para deputado federal ou ao Senado, mas ao que for, peço que me ajudem a ter uma expressiva votação, para que, permitindo e querendo Deus, em 2015 eu retorne ao Parlamento bicameral com honra para poder honra-los. Mostraremos então a todo o mundo que aquele que não se envergonha da sua fé em Cristo, é por sua fé recompensado! Deus abençõe a todos e obrigado.
 
Por João Neto - www.guiame.com.br

veja também