Mariana Silva conquista bronze no Grand Slam de Judô

Mariana Silva conquista bronze no Grand Slam de Judô

Atualizado: Terça-feira, 25 Maio de 2010 as 8:44

A judoca evangélica Mariana Santos Silva, integrante do Projeto Judô em Ação, desenvolvido pela Associação de Judô Rogério Sampaio com os patrocínios da Telefônica e da Iharabrás, conquistou a medalha de bronze, da categoria meio-médio, neste sábado (22), no Grand Slam do Rio de Janeiro, disputado no ginásio do Maracanãzinho. A brasileira foi derrotada na semifinal pela japonesa Yoshie Ueno, atual campeã mundial e líder do ranking, por ippon. Com o resultado, Mariana Silva faturou 120 pontos no ranking mundial e também olímpico da Federação Internacional de Judô.

Aos 20 anos, Mariana Silva conquistou sua primeira medalha em grand slams. Em 2009, ela foi bronze no Campeonato Mundial Sub-20, disputado na França.

"Entrei bem concentrada contra a Ueno, mas, infelizmente, não consegui bloquear os golpes dela. Ganhar uma medalha no Brasil é sempre especial, só que meu objetivo é treinar para ser campeã", diz a judoca da AJ Rogério Sampaio/Telefônica.

Mariana ficou foi empurrada na luta contra a japonesa por cerca de 6 mil torcedores no Maracanãzinho. Uma experiência inédita. "Foi diferente lutar com uma torcida gritando tanto dessa maneira, mas estava tão focada que na hora nem percebi muito. Com certeza foi especial conquistar esta medalha aqui", afirma.

Nascida na baixada santista, em São Paulo, Mariana Silva morou por dois anos no Japão, onde estudou educação física e treinou judô. Para ficar com o bronze, fez quatro lutas. Na estreia, venceu por ippon a argentina Mariana Lopes. Na rodada seguinte, passou pela  israelense Alice Schlesinger por yuko. Nas quartas, vitória após eliminação da eslovena medalhista olímpica e mundial Urska Zolnir por aplicar um golpe ilegal.

O Projeto Judô em Ação é desenvolvido pela Associação de Judô Rogério Sampaio com os patrocínios da Telefônica e da Iharabrás, e o apoio do Santos Futebol Clube, graças a convênio entre o Governo Federal, por intermédio do Ministério do Esporte, e a AJRS, autorizado pela Lei de Incentivo ao Esporte.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também