Marina diz que sua campanha foi um "David" que enfrentou "Golias"

Marina diz que sua campanha foi um "David" que enfrentou "Golias"

Atualizado: Segunda-feira, 4 Outubro de 2010 as 2:26

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, disse hoje que nesta campanha eleitoral foi um "David" que enfrentou "Golias", em referência aos principais adversários, a candidata do Governo Dilma Rousseff (PT) e o opositor José Serra (PSDB).

"Que Deus abençoe nosso país, nossa oração, e que seja feito o melhor para o Brasil.Foi uma luta de David contra Golias, acertamos a primeira pedra, quebramos o plebiscito e promovemos o debate", declarou Marina antes de votar em Rio Branco, capital do Acre, estado onde nasceu.

O comentário de Marina foi uma referência à tradicional polarização das campanhas presidenciais entre PT e PSDB, enquanto o PV se apresenta como uma alternativa.

Pelas últimas pesquisas divulgadas ontem à noite pelo Ibope e pelo instituto Datafolha, Marina obteria hoje 17% dos votos válidos (excluídos os brancos e nulos) com o qual ficaria em terceiro lugar na disputa presidencial.

A favorita é Dilma, do PT e apadrinhada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem as pesquisas preveem entre 50% e 51% dos votos, com o qual estaria no limite para ganhar a Presidência no primeiro turno.

O segundo é Serra, do PSDB, que detém 31% das intenções de votos e seria rival de Dilma em um eventual segundo turno, em 31 de outubro.

Apesar das pesquisas não a favorecerem, a candidata se mostrou confiante em que "haverá outra eleição", em referência ao segundo turno.

Marina Silva votou em um colégio eleitoral na sede do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Rio Branco, onde chegou após fazer uma oração com um pastor da igreja evangélica à qual pertence.

Após votar, a candidata do PV viajou para São Paulo, onde vai acompanhar a apuração.

veja também