Marquito Santos participa do Projeto Capelania do Surf

Marquito Santos participa do Projeto Capelania do Surf

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

O Projeto Capelania do Surf nasceu no World Tour da ASP (Association Surfing Professional) e hoje é uma realidade no WQS (World Qualyfining Series), Brasil Surf PRO e ANS PRO TOUR (Circuito Nordestino Profissional). Entre os circuitos Estaduais o "Cearense Pro" larga na frente e também adotará o projeto que tem como finalidade dar apoio psicológico e emocional aos atletas e Staff.

O surfista Marquito Santos, que é formado em Teologia e é membro da Christian Surfers International estará em ação nas etapas nordestinas dos circuitos citados anteriormente. Na foto estão Geraldo Cavalcante (Associação Nordestina de Surf), Marquito Santos e Amélio Jr. (Federação Cearense de Surf)

O que faz um capelão? Saiba mais lendo o código de ética da ASP (Association Surfing Professional):

Código de ética do Capelão da ASP

Cuidado

O capelão deve amar e se importar de forma genuína com a comunidade da ASP como sua prioridade de trabalho. Esta atividade não é para o ganho pessoal e deve ser exercida para servir aos interesses dos atletas e equipe de funcionários da organização.

Estímulo

O capelão deve estimular a comunidade dos esportes com o objetivo de contribuir com o crescimento e o desenvolvimento da pessoa como um todo.  Extraindo de suas próprias tradições e experiências matérias espirituais pertinentes para suportar as necessidades de cada indivíduo. Isto será conseguido através da compreensão das pressões encontradas por atletas profissionais, por oficiais e por suas famílias.

Sustentação

O capelão é um orientador. Procura construir relacionamentos baseados em confiança com o objetivo de modelar o caráter, a integridade e o comportamento, dando uma sustentação desejável no desenvolvimento holístico da pessoa.

Serviço

O capelão é um serviço voluntário.  Aponta enriquecer a vida do indivíduo além do esporte.  Não deve usar seu papel como meio de ganho.  Deve operar nos bastidores, “atrás das cenas”, evitando o marketing pessoal, as oportunidades de foto. Sua prioridade é estar disponível aos atletas e aos oficiais do evento.

Disciplina

O capelão deve ser disciplinado e estar sempre motivado para trabalhar longas horas, procurando oportunidades para servir. Deve estar sempre disposto para compartilhar as responsabilidades rotineiras com a comunidade inteira da ASP.  É um bom gerente do tempo e segue completamente seus compromissos.

Compromisso

Um capelão é uma pessoa comprometida profundamente com o seu grupo de relacionamentos e deve viver uma vida de integridade e de acordo com sua profissão de fé.  

Humildade

O capelão deve ter um forte traço de humildade em seu caráter.  Compreende que seu papel é o de prover o bem-estar espiritual dos atletas e dos oficiais do evento para que a equipe tenha um bom desempenho e a competição seja bem sucedida.   

Integridade

O capelão deve ser integro. Ser aberto e honesto sobre seu trabalho. Suas ações devem confirmar suas palavras.  Têm cuidado para não prometer o que não podem produzir. Adere aos códigos de conduta impostos aos atletas e na equipe de funcionários de sustentação com quem trabalham.

Fidelidade

O capelão é fiel à sua vocação e as suas responsabilidades junto à comunidade do surfe. Deve manter o contato com os atletas e equipe de oficiais da ASP e estar sempre disponível para atendimento caso solicitado.

Lealdade

O capelão é leal. Respeita a privacidade do atleta e é digno de confiança para tratar de assuntos particulares e confidenciais.

Por Geraldo Cavalcante (ANS), Marquito Santos (CAPELÃO) e Amélio Jr (FCS).

Foto: Divulgação

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições